Transplante pioneiro de intestino ajuda britânico a comer novamente

Com novo intestino, Michael Seres tem vida normal ao lado da família

Transplante pioneiro de intestino ajuda britânico a comer novamente

Doença fez com que Michael Seres pensasse que nunca mais faria uma refeição com a mulher e os filhos à mesa

Doença fez com que Michael Seres pensasse que nunca mais faria uma refeição com a mulher e os filhos à mesa

Reprodução/ Daily Mail

Cirurgiões britânicos conseguiram um procedimento pioneiro de transplante  de intestino, que permite pacientes condenados a se alimentar por sonda a comer normalmente, segundo o site do Daily Mail.

Um dos pacientes que passou pela cirurgia pioneira é o executivo de marketing Michael Seres, que sofria de um mal chamado doença de Crohn, um transtorno intestinal inflamatório.

Banco de dados de DNA revela mapa de doenças genéticas

Doente há muitos anos, Seres pensava que nunca mais desfrutaria de uma refeição à mesa com sua família novamente. Depois do transplante realizado em outubro, no entanto, o homem de 42 anos tem um novo intestino e é capaz de comer sem ajuda médica pela primeira vez em três anos.

O procedimento, que praticamente "sonda" o intestino no sistema digestório e dura 15 horas, era considerado muito arriscado e na década de 90 levou à morte de alguns pacientes. Mas os métodos melhoraram e a operação passou a ser aprovada em 2010.

Estudante afirma ter curado doença no intestino com nicotina

Michael, que vive com a mulher, Justine, de 43 anos, e os filhos Aarón, 16 anos, Nathan, 14 anos, e Lauren, 12 anos, em Hertfordshire, na Inglaterra, contou que sabia do risco, mas preferiu arriscar ou seu futuro seria sombrio.

— Eu sabia que podia morrer, mas não havia outra alternativa.

Com a doença, ele foi obrigado a renunciar à carreira profissional, havia desenvolvido insuficiência intestinal, não podia absorver comida ou bebida, tendo de ser alimentado por uma sonda que ficava em sua veia 16 horas por dia.

Antes da cirurgia que mudou sua vida, ele havia passado por 20 operações para eliminar as partes inflamadas e doentes de seu intestino.