Um terço dos pacientes com covid-19 em SP está hospitalizado

Monitoramento da Secretaria de Estado da Saúde mostra que, nesta segunda-feira, 206 pacientes estão em UTI; outros 258 internados em enfermaria

No Pacaembu, foi montado um hospital emergencial

No Pacaembu, foi montado um hospital emergencial

André Pera/Agência F8/Estadão Conteúdo

Das 1.451 pessoas diagnosticadas com coronavírus no estado de São Paulo, 471 (32%) estavam hospitalizadas nesta segunda-feira (30), informou o secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann.

O número de pacientes em enfermaria (258) é maior do que daqueles em UTI (206), embora este último tenha crescido em relação a ontem, quando havia 174 pessoas em terapia intenstiva. 

Germann ressaltou um indicador positivo, até o momento, em relação ao número de casos no estado de São Paulo.

"A maioria dos países tem um crescimento de 33% ao dia de número de casos confirmados. Ou seja, dobra a cada três dias. Estes 1.451 [casos] de agora, desde o dia 23 [de março], não temos nenhum dia que chegou em 33%, sempre abaixo."

Entretanto, ele salientou que é "é prematuro" para avaliar o comportamento da epidemia no estado, já que a curva do número de casos ainda está no início.

Estrutura

A Prefeitura de São Paulo inaugura na quarta-feira (1º), no estádio do Pacaembu, o primeiro de dois hospitais de campanha montados na cidade para atender casos de média e baixa complexidades de covid-19.

Serão 200 leitos destinados a pessoas que forem encaminhadas por serviços de triagem montados nos serviços de saúde nos bairros. 

O segundo hospital de campanha está sendo montado no centro de convenções do Anhembi, com 1.800 leitos. 

Além disso, o Instituto Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP liberou 900 leitos, incluindo 200 de UTI, exclusivamente para pacientes com covid-19.