Sarampo
Saúde USP confirma sarampo em aluno e há mais outro com suspeita

USP confirma sarampo em aluno e há mais outro com suspeita

Nesta sexta-feira (5) haverá vacinação de bloqueio na universidade, para imunizar o máximo de pessoas possíveis e conter transmissão

USP confirma sarampo e aluno e há mais outro com suspeita

A Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP fica na zona oeste de São Paulo

A Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP fica na zona oeste de São Paulo

Rubens Chaves/Folhapress

A Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP, na zona oeste de São Paulo, confirmou que um aluno contraiu sarampo e há outro com suspeita da doença, ainda em processo de investigação. A universidade já entrou em férias escolares, mas os casos teriam ocorrido ainda durante o período letivo.

Em virtude disso, a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), localizada na região de maior concentração de edifícios, onde também está a ECA, vai realizar a chamada vacinação de bloqueio, que tem o objetivo de ampliar a imunidade e interromper a transmissão da doença no local.

Leia também: Brasil tem 123 casos de sarampo. Pará é líder com 53 ocorrências

A vacinação será realizada nesta sexta-feira (5), das 10h às 13h, no saguão dos auditórios Milton Santos e Nicolau Sevcenko, localizado no Edifício Eurípedes Simões de Paula (Geografia e História). A imunização é dirigida a alunos, docentes e funcionários da FFLCH.

"Um membro discente da FFLCH foi diagnosticado com sarampo esta semana. Por se tratar de uma doença infecciosa grave, extremamente contagiosa, o procedimento padrão é garantir a vacinação de todos os expostos ao vírus", informou a FFLCH em seu site.

A capital paulista já tem 78 casos de sarampo confirmados este ano, sendo 70 autóctones e 8 importados, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. A cidade conta com uma campanha de vacinação contra o sarampo em andamento que vai até 12 de julho. O público-alvo são jovens entre 15 e 29 anos. 

Tire todas as suas dúvidas sobre a doença: