febre amarela
Saúde Vacina contra febre amarela está esgotada em clínicas particulares de São Paulo 

Vacina contra febre amarela está esgotada em clínicas particulares de São Paulo 

Na rede pública, imunização é oferecida para quem vai viajar para áreas de risco

Vacina contra febre amarela está esgotada em clínicas particulares de São Paulo

Clínicas particulares da capital paulista estão com vacinas contra febre amarela esgotadas

Clínicas particulares da capital paulista estão com vacinas contra febre amarela esgotadas

Alexandre Rezende/Folhapress

A vacina contra febre amarela está em falta em pelo menos dez clínicas da rede particular na cidade de São Paulo. A reportagem do R7 entrou em contato nesta terça-feira (31) com mais de dez estabelecimentos da capital — algumas com unidades em diversos bairros — e, na maioria dos estabelecimentos, não há nem previsão de chegada para novos lotes do imunizante.

As únicas clínicas que informaram um prazo foram Clinivac, com unidades no Itaim e Tatuapé, e Centro de Imunização Santa Joana, com unidades na avenida Paulista e no Ibirapuera. Na Clinivac, as vacinas devem retornar até o fim do mês de fevereiro. No Centro de Imunização Santa Joana, em março.

Ministério da Saúde confirma 46 mortes por febre amarela no Brasil

Em média, o preço da vacina — que inclui a aplicação de uma dose e dura dez anos — varia de R$ 137 a R$ 220.

Vacina na rede pública só para viajantes

Na rede pública, é possível se vacinar nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) espalhadas pela cidade de São Paulo de forma gratuita. Porém, a imunização nesses locais é indicada somente para quem viaja para áreas de risco de transmissão da doença. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde reforça que, no município, não há registros de transmissão de febre amarela. 

Para ser vacinado nos postos de saúde é necessário apresentar documento com foto, carteira de vacinação e cartão SUS — que pode ser feito na própria unidade no momento da imunização. Além disso, é preciso indicar a viagem para alguma das áreas de risco de transmissão da febre amarela — se o cidadão puder levar uma passagem ou comprovante de hospedagem, melhor. 

Clique aqui para ver a lista de UBS de referência para a vacinação contra febre amarela.

Posto do Rio exige comprovante de viagem para Minas para vacina contra febre amarela