Novo Coronavírus

Saúde Vacina da CureVac contra a covid-19 entra na fase 3 de testes clínicos

Vacina da CureVac contra a covid-19 entra na fase 3 de testes clínicos

Essa é a última etapa antes da aprovação por órgãos reguladores; resultados devem sair ainda no primeiro trimestre de 2021, segundo a empresa

  • Saúde | Da EFE

Vacina da CureVac é baseada na tecnologia de RNA mensageiro

Vacina da CureVac é baseada na tecnologia de RNA mensageiro

Andreas Gebert/Reuters

A companhia farmacêutica alemã CureVac anunciou nesta segunda-feira (14) ter iniciado a terceira e última fase de testes clínicos da vacina que está produzindo contra o novo coronavírus, etapa que terá participação de mais de 35 mil voluntários, a maioria na Europa e na América Latina.

De acordo com as informações divulgadas pela empresa, a expectativa é de que os primeiros resultados da terceira fase de testes sejam conhecidos ainda no primeiro trimestre de 2021.

O presidente da CureVac, Franz-Werner Haas, afirmou, por meio de comunicado, que "foi alcançado um marco importante" no desenvolvimento da vacina CVnCoV, que se baseia na tecnologia de RNA mensageiro.

Leia também: Instituto Butantan adia entrega de resultados da CornaVac à Anvisa

A companhia farmacêutica, atualmente, realiza a segunda fase, que começou no fim de setembro, com testes no Peru e no Panamá, com 690 voluntários, divididos em dois grupos, de pessoas com mais de 61 anos e de adultos com idade de 18 a 60 anos.

A fase 3 deve mostrar a eficácia e segurança da vacina CVnCOV contra o novo coronavírus. O imunizante é baseado na plataforma de RNA do mensageiro, assim como o desenvolvido em parceria pela americana Pfizer e pela alemã BioNTech.

Leia também: Coronavírus: a vida vai voltar ao normal após a vacina?

A Comissão Europeia (CE) já solicitou à CureVac, que recebeu ajuda financeira do governo da Alemanha, um total de 405 milhões de doses da vacina.

Últimas