Coronavírus

Saúde Vacina da Johnson é 66% eficaz para casos graves e moderados de covid

Vacina da Johnson é 66% eficaz para casos graves e moderados de covid

Imunizante de dose única foi testado em três continentes e com múltiplas variantes do vírus; eficácia foi de 72% nos Estados Unidos

Reuters - Internacional

Resumindo a Notícia

  • Vacina da Johnson é 66% eficaz para prevenir casos graves e moderados de covid-19
  • Eficácia é de 85% para impedir a hospitalização
  • Testes foram realizados com 44 mil voluntários em três continentes
  • Diversas variantes do vírus foram envolvidas nos estudos

A Johnson & Johnson anunciou nesta sexta-feira (29) que sua vacina de dose única contra a covid-19 foi 72% eficaz na prevenção da doença nos Estados Unidos e alcançou uma taxa um pouco menor, de 66%, globalmente, em um teste mais amplo realizado em três continentes e com variantes múltiplas do vírus.

No teste com quase 44 mil voluntários, o nível de proteção contra casos graves e moderados de covid-19 foi de 66% na América Latina e de 57% na África do Sul, onde uma variante particularmente preocupante do coronavírus está circulando.

Leia também: O que se sabe sobre as novas variantes do coronavírus

Duas outras vacinas já autorizadas da Pfizer com a BioNTech e da Moderna foram cerca de 95% eficazes na prevenção de casos sintomáticos em testes quando aplicadas em duas doses. Esses estudos, no entanto, foram realizados principalmente nos Estados Unidos e antes da ampla disseminação de novas variantes.

O principal objetivo do estudo da Johnson & Johnson foi a prevenção de casos graves e moderados de covid-19, e a vacina foi 85% eficaz em impedir uma doença grave e a hospitalização em todos os lugares onde testes foram realizados e contra múltiplas variantes 28 dias após a vacinação.

Últimas