Vacina de Oxford contra covid-19 será testada no Brasil neste mês

Unifesp irá recrutar mil voluntários que estejam na linha de frente do combate à pandemia para testar imunização desenvolvida pela universidade britânica

Testes com vacina contra covid-19 começam neste mês de junho no Brasil

Testes com vacina contra covid-19 começam neste mês de junho no Brasil

Reuters - 26.05.2020

O Brasil foi um dos países escolhidos para testar a eficácia da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, contra a covid-19. A aprovação do procedimento por parte da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) foi publicada na última terça-feira (2) no Diário Oficial.

A vacina experimental, conhecida como ChAdOx1 nCoV-19, começara a ser testada por aqui neste mês de junho. Em São Paulo, os testes serão conduzidos pelo Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), e contaram com a viabilização financeira da Fundação Lemann no custeio de toda a infraestrutura médica e de equipamentos necessários.

A vinda do estudo para o Brasil foi viabilizada pela pesquisadora brasileira Sue Ann Costa Clemens, diretora do Instituto para a Saúde Global da Universidade de Siena e pesquisadora especialista em doenças infecciosas e prevenção por vacinas, investigadora do estudo. 

"O mais importante é realizar essa etapa do estudo agora, quando a curva epidemiológica ainda é ascendente e os resultados poderão ser mais assertivo", explica a Dra. Lily Yin Weckx, investigadora principal do estudo e coordenadora do CRIE-Unifesp

Para a etapa dos testes em São Paulo, a Unifesp irá recrutar mil voluntários que estejam na linha de frente do combate à covid. Uma das condições é que a pessoa nunca tenha entrado em contato com a covid-19 para não comprometer o resultados dos testes. 

"Inserir o Brasil no panorama de vacinas contra a covid-19 é um marco importante para nós, brasileiros, e acredito que poderemos acelerar soluções que tragam bons resultados e rápidos. Para a Fundação Lemann esta é mais uma importante oportunidade de contribuir em iniciativas de grande impacto para o nosso país e sua gente." Explica Denis Mizne, diretor-executivo da Fundação Lemann. 

*Estagiário R7 sob supervisão de Pablo Marques

Veja também: 

Cafés de Paris reabrem mantendo distanciamento social