Novo Coronavírus

Saúde Veja vacinas contra covid-19 que estão sendo testadas em humanos

Veja vacinas contra covid-19 que estão sendo testadas em humanos

Quatro vacinas estão sendo testadas no Brasil. As fórmulas passaram por uma série de testes para verificar a segurança

  • Saúde | Do R7, com informações da Agência Brasil

Vacina Coronavac é testada em São Paulo

Vacina Coronavac é testada em São Paulo

Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Quatro vacinas contra a covid-19 estão sendo testadas no Brasil: a vacina desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca e a Universidade de Oxford, do Reino Unido, a das farmacêuticas Pfizer (Estados Unidos) e BioNTech (Alemanha), a vacina Coronavac, criada pela empresa chinesa Sinovac, e a unidade farmacêutica da empresa Johnson & Johnson, a última que teve testes clínicos autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na semana passada.

Antes de serem aplicadas em grande número de voluntários, essas fórmulas passaram por uma série de testes para verificar a segurança. Mesmo assim, muito trabalho ainda será necessário para garantir que elas sejam eficazes o suficiente para chegar aos postos de vacinação de todo o planeta e ajudar a conter a pandemia.

Além delas, outras 31 vacinas já estão sendo testadas em humanos ao redor do mundo, de acordo com atualização feita pela OMS (Organização Mundial da Saúde) nesta terça-feira (25). Veja sete delas:

 - Vacina mRNA-1273 - Moderna Therapeutics (Estados Unidos)

- Vacina INO-4800 - Inovio Pharmaceuticals (Estados Unidos)

-Vacina AD5-nCoV - CanSino Biologics (China)

- Covaxin - Bharat Biotech (Índia)

-Vacina LV-SMENP-DC - Instituto Médico Genoimmune de Shenzhen (China)

- Vacina da empresa farmacêutica CureVac (Alemanha)

- Vacina produzida em parceria pela Universidade de Osaka e a farmacêutica AnGes (Japão)

A vacina russa, desenvolvida pelo Instituto Gamaleia de Moscou, também iniciou testes em mais de 40 mil pessoas do país nesta semana, mas não é reconhecida pela OMS como um dos imunizantes em estágio avançado de testes.

O governo do Paraná fechou acordo com a Rússia e anunciou nesta quinta-feira (27) que pretende testar a Sputinik V, como foi chamada a vacina, em ao menos dez mil voluntários.

Veja como estão os testes com as vacinas:

Últimas