SP registra 211 mortes por covid-19 em 24h; governo aponta notificação tardia

Estado com maior número de mortes e casos confirmados do novo coronavírus no País, São Paulo já registra 1.345 mortes pela doença, um salto de 211 óbitos em relação ao levantamento de quarta-feira, quando havia 1.134 mortes confirmadas. De acordo com o governo do Estado, esse salto, de 18,5%, se deu pela questão da notificação tardia durante o feriado.

"Queria esclarecer esse salto. Durante o feriado prolongado até ontem (quarta-feira, 22), o número de óbitos parecia modesto, e hoje tivemos esse aumento. Isso aconteceu porque o sistema de vigilância epidemiológica, que envolve Estado, municípios e também os cartórios onde chegam as informações, funciona de forma mais lenta durante feriado", afirmou o coordenador da Coordenadoria do Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde, Paulo Menezes. "Por isso é importante que os municípios tenham agilidade na notificação, para que o sistema possa ser atualizado adequadamente, para não termos discrepância de números", completou.

O Estado tem 16.740 casos confirmados da doença, um aumento de 5%.

De acordo com o governo de São Paulo, 114 cidades paulistas registram mortes pela doença. E há registro da doença em 256 municípios do Estado.

Sobre a situação dos leitos de UTI, a Secretaria Estadual da Saúde afirma que, na Grande São Paulo, a ocupação é de 74%. Já no Estado esse índice é de 55,3%.

Menezes também detalhou a questão dos testes em São Paulo. Segundo ele, desde o dia 1º de março, foram realizados 37.305 testes e não há mais, desde ontem, fila de exames. Faltam a análise de 959 testes e apenas o laudo de outros 1.387.