Tecnologia e Ciência Aplicativo de histórias para criança transforma tablets em livros

Aplicativo de histórias para criança transforma tablets em livros

Escritores de infantis já podem editar sua história em start up brasileira

Aplicativo de histórias para criança transforma tablets em livros

 Segundo criadora do app, escritores e ilustradores do público infantil já podem entrar em contato com a start up para a publicação de histórias

Segundo criadora do app, escritores e ilustradores do público infantil já podem entrar em contato com a start up para a publicação de histórias

TimoKIDS

Quando montava o mascote de sua start up pijamas e moletons customizados para a família, a Timolico, a empreendedora Fabiany Lima mal sabia que estava prestes a criar o TimoKIDS — aplicativo de histórias infantis 2D e 3D que mantém a "cara" dos livros.

Com a ideia de tornar a leitura dos filhos mais prazerosa aos pais sem que a história virasse uma animação, o aplicativo é um suporte educacional que também funciona como editora de livros, conta a empresária.

— O aplicativo mantém a experiência de leitura da criança. Tem a opção dele mesmo ler para a criança, mas ela própria vira a página com o toque na tela. Tomamos o cuidado de não deixar virar uma animação. É a história de um livro infantil só que muito mais barata e acessível no dispositivo.

Ainda segundo Fabiany, escritores e ilustradores do público infantil já podem entrar em contato com a start up para a publicação de histórias. Neste sentido, a TimoKIDS funciona como uma editora, na qual ilustração, direito autoral sobre os downloads e criação dos personagens podem ser obtidos a partir da start up ou não.

O poder das cores: sites estudam sua idade, seu sexo e suas emoções para garantir cliques e compras

Campus Party 2014: robô é queimado "vivo" durante UFC tecnológico

— Mas a gente obrigatoriamente coloca a obra em avaliação, na curadoria, que é para deixar os pais seguros do que estão dando a seus filhos.

Além da linguagem apropriada, a curadoria avalia o conteúdo, priorizando o caráter didático das historinhas — uma vez que o aplicativo é voltado para a primeira e segunda infância ( de zero a cinco e de seis a 12 anos, respectivamente). As histórias têm trilha sonora que acompanha a narração e estimula a interação das crianças, que precisam ativar manualmente o áudio.

As histórias que já estão disponíveis no app para iOS tratam de temas como o primeiro dia de aula e a chegada do primeiro irmão, por exemplo. Na loja de aplicativos da Apple, cada história sai por US$ 2,99 (R$ 7,30).

— O custo inicial da publicação é menor que se comparada a um impressão normal, e depois não há custos adicionais. Além de autores que já têm livros publicados, a aplicativo também possibilita histórias patrocinadas, como empresas que queiram desenvolver um projeto social.

    Access log