Apple

Tecnologia e Ciência Apple pode anunciar fim de parceria com Intel em conferência 

Apple pode anunciar fim de parceria com Intel em conferência 

Empresas trabalham juntas desde 2006,mas gigante da tecnologia pretende começar a fabricar processadores próprios 

Reuters - Tecnologia
Último modelo lançado do MacBook Pro

Último modelo lançado do MacBook Pro

Reprodução/ Apple

A Apple fará nesta segunda-feira (22) sua conferência anual para desenvolvedores de software, lançando novos recursos para seus sistemas operacionais e possivelmente sinalizando o fim do uso de processadores da Intel nos computadores Mac.

A Conferência Mundial de Desenvolvedores da Apple ocorre em um momento em que os serviços pagos vendidos pela App Store se tornam centrais no crescimento da receita da empresa, à medida que os consumidores compram menos iPhones. A Apple fica com uma fatia de 15% a 30% nas vendas realizadas pelos desenvolvedores na App Store, que é a única maneira de distribuir softwares e aplicativos nos dispositivos móveis da Apple.

Essas taxas, e o processo de revisão de aplicativos da Apple, estão sob investigação antitruste nos Estados Unidos e na Europa, onde os reguladores iniciaram na semana passada um inquérito formal sobre as práticas da companhia.

A conferência anual de desenvolvedores, realizada online este ano pela primeira vez, é onde a Apple costuma anunciar o acesso a novos produtos de hardware, como ferramentas especiais para inteligência artificial e realidade aumentada.

A Apple este ano pode anunciar uma separação da Intel, que fornece processadores para computadores Mac desde 2006. A Apple pode passar a usar seus próprios processadores, disseram duas fontes familiarizadas com o assunto à Reuters. A empresa, que já usa seu próprio processador em iPhones e iPads, pode anunciar modelos de computadores que usarão os novos chips, disse uma das pessoas à Reuters.

Uma porta-voz da Apple se recusou a comentar sobre os planos ou produtos futuros da empresa.

Veja também: 

Veja os iPhones de luxo que podem custar mais de meio milhão de reais

Últimas