Apple
Tecnologia e Ciência Apple pode ter onda de troca de iPhones após lançar novo modelo

Apple pode ter onda de troca de iPhones após lançar novo modelo

Especialistas estimam que empresa venderá 180 milhões de smartphones nos próximos 12 meses, principalmente no mercado chinês

iPhone 11

iPhone

iPhone

Pixabay

A Apple pode vender até 200 milhões de iPhones junto a usuários que estão trocando seus aparelhos antigos por novos e grande parte dessa demanda virá da China, disseram vários analistas de Wall Street nesta segunda-feira (9).

A empresa deve lançar três novos iPhones na terça-feira (10), com processadores atualizados e novas funcionalidades de câmera, além de um serviço de streaming de vídeo que enfrentará a Netflix e o Disney +, da Walt Disney.

O ciclo de trocas pode resultar em vendas de cerca de 180 milhões de iPhones nos próximos 12 meses, com cerca de 60 a 70 milhões delas ocorrendo na China, disseram analistas da Wedbush.

"Esses telefones antigos seriam candidatos à atualização e continuamos a considerar o ano fiscal de 2020 como um ciclo de troca de iPhone contra 2021, que deve ser um ciclo de 5G", disseram analistas do Bank of America.

Eles estimaram em 200 milhões de unidades do iPhone 6 e anteriores em uso que podem ser trocados por modelos mais novos.

O novo modelo básico da Apple deve ser vendido a 749 dólares. O iPhone 11 Pro a 999 dólares e o iPhone Pro Max a 1.099 dólares, valores praticamente iguais aos do ano passado. A Apple optou por não repassar tarifas potenciais de importação sobre os dispositivos em favor de um aumento nos volumes de vendas.

A Apple passou em 1º de setembro a encarar taxas de importação de 15% impostas pelos Estados Unidos sobre produtos fabricados na China, incluindo smartwatches e fones de ouvido sem fio. Uma tarifa sobre iPhone entrará em vigor em 15 de dezembro.