Ciência

Tecnologia e Ciência Brasil é atingido por raio de 709 km, o maior já registrado no mundo

Brasil é atingido por raio de 709 km, o maior já registrado no mundo

O 'megaflash' ocorreu em 2018 e foi identificado por uma nova tecnologia de imagens por satélite usada pela Organização Meteorológica Mundial

Imagem de satélite mostra o raio mais extenso já registrado no mundo

Imagem de satélite mostra o raio mais extenso já registrado no mundo

Divulgação/OMM

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) anunciou dois novos recordes de raios: o mais extenso e o de maior duranção. Os chamado "megaflashes" foram registrados nos últimos dois anos, mas divulgado nesta sexta-feira (26). 

O raio mais extenso ocorreu no Brasil em 31 de outubro de 2018. Com 709 km de extensão, mais do que dobrou a marca de 321 km, registrada em Oklahoma, nos Estados Unidos.

Já o raio mais longo caiu na Argentina, em 4 de março de 2019. Com de 16,73 segundos, também mais do que dobro o recorde anterior, que era de 7,74 segundos e foi registrado em Provence-Alpes-Côte d'Azur, na França, em 30 de agosto de 2012.

Segundo a OMM, os novos recordes foram captados por uma nova tecnologia de imagens por satélite. “É provável que ainda haja extremos ainda maiores e que possamos observá-los na medida que a tecnologia de detecção de raios melhorar”, afirma Randall Cerveny relator-chefe de extremos climáticos da OMM.

Para ele, “isso fornecerá informações valiosas para o estabelecimento de limites à escala de raios – incluindo megaflashes – para questões de engenharia, segurança e científicas.”

* Estagiária do R7 sob supervisão de Pablo Marques/Deborah Gianini

Últimas