Covid-19: pesquisa cria teste 8 vezes mais rápido para assintomáticos

Método em Israel com inteligência artificial permite que pacientes infectados com coronavírus mas sem sintomas sejam identificados de forma mais breve

Teste israelense pode impedir expansão rápida do novo coronavírus

Teste israelense pode impedir expansão rápida do novo coronavírus

Djordje Savic/EFE-EPA

Uma equipe de pesquisas de Israel usa um novo algoritmo que pode descobrir portadores assintomáticos da covid-19 oito vezes mais rápido. 

Como informa o site de divulgação científica EurekAlert, os pesquisadores da Universidade Ben-Gurion estão utilizando a tecnologia de inteligência artificial para conseguir estes resultados.

Angel Porgador, um dos professores envolvidos na pesquisa, afirmou que os primeiros resultados são muito promissores e o método está sendo validado. Segundo ele, uma forma de diminuir a velocidade de propagação do novo coronavírus é aumentando o número de testes e quebrar a corrente de infecções.

Para os responsáveis pela pesquisa, quanto mais cedo for possível identificar portadores sem sintomas da covid-19, mais cedo será possível retornar a uma vida normal.

Este novo teste é uma entre mais de 50 iniciativas da universidade israelense em combate ao novo coronavírus.