Eclipse da Lua será o mais longo do século e terá 'participação' de Marte

Na sexta-feira (27), brasileiros poderão acompanhar o fenômeno que durará quase duas horas e ainda ver o planeta vermelho com brilho máximo

Lua ficará completamente vermelha ao entrar na sombra da Terra

Lua ficará completamente vermelha ao entrar na sombra da Terra

Uriel Sinai/Getty Images - 15.06.2011

A próxima sexta-feira (27) será uma ocasião especial para a astronomia. O Brasil e boa parte do mundo devem observar o mais longo eclipse total da Lua do século 21. Do início até o final, o fenômeno terá duração de uma hora e 42 minutos.

“Em linhas amplas, significa que Sol, Terra e Lua estarão alinhados. A Lua vai entrar na parte mais escura, no centro da sombra projetada pelo planeta”, explica Josina Nascimento, pesquisadora do Observatório Nacional, instituto vinculado ao MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações).

Segundo Josina, para quem estiver no leste do Brasil, da faixa que vai do litoral até a capital federal, a Lua já surgirá totalmente eclipsada no fim da tarde de sexta-feira.

“O fenômeno começa às 16h30 (horário de Brasília), mas nesse momento a Lua vai estar abaixo da linha do horizonte e vai ser dia para nós”, diz.

"Lua de sangue"
Quem puder acompanhar, verá a Lua mais escura e com uma cor diferente do que o tradicional branco que ilumina o céu.

“A Lua nasce aqui [no leste brasileiro] às 17h26. O efeito é muito bonito, ela adquire uma coloração avermelhada — não à toa, há quem chame de ‘Lua de sangue’. Para observar, o ideal é ir até um local onde seja possível ver o céu perto do horizonte a leste”, completa.

Eclipse parcial
Na região centro-oeste e norte, será possível observar apenas o eclipse parcial, que acontece quando a Lua sai do centro da sombra projetada pela Terra e se move em direção à penumbra — faixa de transição entre luz e a área sombreada.

“O eclipse total termina às 18h13. Em Cuiabá, por exemplo, a lua nasce depois disso, então só será visto o fenômeno parcial, que vai até às 19h19”, ressalva Josina.

Marte em brilho máximo
A boa notícia é que, independentemente da região, todos os brasileiros poderão avistar o planeta Marte em brilho máximo.

“A olho nu, vai ser possível observar Marte a leste, acima da Lua assim que for acabando o horário do crepúsculo. O planeta vai estar próximo da Terra e deve parecer uma estrela vermelha”, conta a pesquisadora.

Leia também:

Antes do mais longo eclipse total do século, conheça 10 fatos sobre a Lua