China

Tecnologia e Ciência Espaçonave chinesa retorna em segurança após voo suborbital

Espaçonave chinesa retorna em segurança após voo suborbital

País inaugura nova fase de projeto espacial ao diminuir custos com equipamentos que podem se reutilizados em outras missões 

Reuters - Tecnologia
Espaçonave chinesa

Espaçonave chinesa

Tingshu Wang/Reuters

Uma espaçonave chinesa capaz de voar até o limite da atmosfera decolou e voltou à Terra no mesmo dia, o que a China disse ser um grande passo para desenvolver uma tecnologia de transporte espacial reutilizável.

A espaçonave partiu de um centro de lançamento do noroeste chinês nesta sexta-feira (16) e completou o voo de acordo com "procedimentos estabelecidos", disse a Ciência e Tecnologia Aeroespacial da China (Casc), a principal provedora de serviços espaciais do país.

Depois ela pousou "horizontalmente", detalhou a Casc em um comunicado.

Voo suborbital: entenda como é a experiência do turismo espacial

Uma espaçonave capaz de voar até o espaço suborbital deve ser capaz de viajar até 100 quilômetros acima da superfície da Terra. A Casc não disse a que altura a nave chegou nem detalhou sua rota de voo. Imagens da nave ou de seu voo não foram fornecidas.

"O desenvolvimento da tecnologia de transporte espacial reutilizável é um símbolo importante da transição da China de 'grande' nação de viagens espaciais para 'poderosa' nação de viagens espaciais", disse a Casc.

Espaçonaves reutilizáveis aumentariam a frequência e reduziriam os custos das missões.

Em setembro do ano passado, a China enviou uma espaçonave experimental ao espaço orbital em um foguete. Ela voltou à Terra depois de dois dias em órbita.

Comentaristas das redes sociais chinesas especulam que Pequim desenvolve uma espaçonave como o X-37B, avião espacial autônomo da Força Aérea norte-americana que consegue permanecer em órbita por períodos de tempo mais longos antes de voar de volta à Terra por conta própria.

Astronauta tira fotos de diversos países vistos do espaço

Últimas