Novo Coronavírus

Tecnologia e Ciência Estudo desenvolve testes virais de menor custo e apenas 30 minutos

Estudo desenvolve testes virais de menor custo e apenas 30 minutos

Dispositivo serve para diferentes tipos de vírus e, segundo pesquisadores, pode reduzir pressão sobre laboratórios durante pandemia da covid-19

Teste desenvolvido é mais rápido que convencionais

Teste desenvolvido é mais rápido que convencionais

Alejandro García/EFE - 23.04.2020

Pesquisadores da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, estão desenvolvendo um dispositivo de testes virais de menor custo e que levaria apenas cerca de 30 minutos para ser concluído, como informa o site de divulgação científica EurekAlert.

Como boa parte dos testes geralmente depende de técnicas de preparação e análise laboratorial e leva muito tempo – alguns demoram dias –, este estudo pode ser um alívio a muitos laboratórios, reduzindo a pressão pela quantidade de testes durante a pandemia do novo coronavírus.

O engenheiro de computação Brian Cunningham, que participa do estudo, afirmou que, como exemplo, que estes testes poderiam ser utilizados rapidamente em passageiros antes de entrarem em aviões, em pessoas indo a parque temáticos ou eventos como shows e conferências.

Uma nuvem de dados por aplicativos de smartphones permitiria, por exemplo, o registro de um teste negativo enviado aos organizadores do evento ou a equipe da companhia de viagens que precisasse logo dos resultados, como explica Cunningham.

Este novo dispositivo é composto por um pequeno cartucho, que contém reagentes de teste e uma ‘porta’ para inserir um extrato nasal ou amostra de sangue, como relataram os pesquisadores.

O dispositivo é conectado a um smartphone, e, dentro do cartucho, os reagentes abrem a camada do patógeno (agente da doença). Um corante fluorescente aplicado no material – ampliado por um primer (ou iniciador) – brilha quando iluminado por uma luz de LED, e então é detectada pela câmera do smartphone.

Últimas