Novo Coronavírus

Tecnologia e Ciência Gato é suscetível ao coronavírus e pode transmiti-lo dentro da espécie

Gato é suscetível ao coronavírus e pode transmiti-lo dentro da espécie

Especialista em zoonoses da OMS confirmou informação nesta sexta, após 6 animais no mundo testarem positivo, além de tigre do zoo de Nova York

Já foram diagnosticados seis gatos com a doença no mundo

Já foram diagnosticados seis gatos com a doença no mundo

Pixabay

A família dos felinos, incluindo gatos e tigres, são suscetíveis ao novo coronavírus, e os primeiros podem transmiti-los para outros da mesma espécie, segundo confirmou nesta sexta-feira (8) especialista em zoonoses e doenças alimentares da Organização Mundial de Saúde (OMS), Peter Ben Embarek.

A informação foi apresentada em entrevista coletiva virtual realizada a partir da sede da entidade, localizada em Genebra, na Suíça.

Leia também: Gatos e furões podem se infectar com coronavírus, aponta estudo

Também nesta sexta, a Espanha anunciou o primeiro caso no país e o sexto no mundo de gato infectado pelo SARS-Cov-2. O animal, que morreu, apresentava problemas de saúde e pertencia a uma família com diversas pessoas que contraíram a Covid-19.

Recentemente, o zoológico de Nova York anunciou a contaminação de um dos tigres.

Ben Embarek ainda afirmou que cachorros seriam suscetíveis de alguma forma ao novo coronavírus, mas em menor medida do que os gatos. Já porcos e aves que são consumidas por humanos não apresentam infecção.

A OMS, anteriormente, já indicou que o SARS-CoV-2 tem origem animal e que circula de maneira ancestral nos morcegos, como comprova a sequência genética do vírus, desmentindo assim a possibilidade de criação em laboratório.

Veja mais: 'Não há provas de transmissão de covid-19 por pets', diz veterinária

O que os especialistas buscam entender é que outro animal atuou como intermediário, ou seja, qual foi infectado pelos morcegos e transmitiu ao homem. Na pandemia da SARS, em 2003, foi estabelecido que se tratou do gato siberiano. 

Últimas