Google
Tecnologia e Ciência Google corrige falha que permitia detecção de navegação anônima

Google corrige falha que permitia detecção de navegação anônima

Brecha era utilizada por sites de paywall que obrigavam os usuários a sair do modo privado, tendo de fazer logins ou alterar aba para a normal

Google barra anônima

Google corrige falha que permitia sites identificar a navegação anônima

Google corrige falha que permitia sites identificar a navegação anônima

Reprodução

O Google confirmou nesta semana que a plataforma Chrome 76 vai proibir que sites descubram se os usuários estão navegando em barra anônima.

Leia também: Influencers dão 'jeitinho' após fim de contagem de likes no Instagram

De acordo com a divulgação feita em seu blog, o buscador relatou que “o Chrome solucionará uma brecha que permitiu que os sites detectassem pessoas que estão navegando no modo anônimo. Isso afetará alguns editores que usaram a brecha para impedir a contenção do paywall”.

Com isso, os sites que utilizam o serviço de paywall – sistema que restringe o acesso de conteúdos em troca de pagamento – não poderão bloquear a entrada do usuário na barra privada.

A alteração afetará os domínios que usam o sistema API FileSystem - utilizado para gravação, modificação e eliminação de arquivos –, que intercepta as entradas em modo anônimo e solicita que os usuários efetuem login ou altere a navegação para a aba normal.

Segundo o Google, “as pessoas optam por navegar na Web em particular por vários motivos. Alguns desejam proteger sua privacidade em dispositivos compartilhados ou emprestados ou excluir determinadas atividades de seus históricos de navegação”.

Com a modificação e com a nova versão do navegador, o Chrome 76, programado para o dia 30 de julho de 2019, a API FileSystem será modificada para consertar a detecção da navegação privada.

Robô autônomo entregador pode carregar 5 sacolas de uma vez

*Estagiária do R7, sob supervisão de Tatiana Chiari