ICMBio fecha três bases avançadas do Projeto Tamar a partir de julho

Instituto deixará de contar com locais de pesquisa em Parnamirim, em Natal, Arembepe, na Bahia, e de Pirambu, em Sergipe

Projeto Tamar é responsável pela preservação das tartarugas no litoral brasileiro

Projeto Tamar é responsável pela preservação das tartarugas no litoral brasileiro

André Ribeiro/Projeto Tamar/Divulgação

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) fechará bases avançadas do Projeto Tamar, que atua na preservação das espécies de tartarugas. A medida foi oficializada em decreto publicado na quinta-feira (28) no Diário Oficial da União

De acordo com o documento, as bases avançadas de Parnamirim, na região metropolitana de Natal, Arembepe, na Bahia, e de Pirambu, em Sergipe, serão fechadas a partir de julho deste ano. Além disso, o decreto formaliza a criação da base avançada em Salvador (BA).

A restruturação do ICMBio é decorrente do decreto publicado no dia 11 de fevereiro e assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, pelos ministros Paulo Guedes, da Economia, e Ricardo Salles, do Meio Ambiente.

As 17 bases avançadas sob responsabilidade do ICMBio seguem funcionando, mas a permanência dessas será determinada pelas pesquisas e projetos realizados nos próximos anos.

Segundo o decreto, "a continuidade das Bases Avançadas dependerá da necessidade de ações de pesquisa e conservação conduzidas pelo Centro para a localidade, durante todo o período do ano, comprovada por meio dos projetos de pesquisa ou de conservação e de Planos de Trabalho aprovados pela DIBIO", diz o decreto. 

O R7 entrou em contato com o ICMBio, mas não obteve respostas.

Em nota, o Ministério do Meio Ambiente afirmou que já existiam planos para o fechamento dessas bases desde 2019. 

"As propostas de encerramento de atividades de Bases Avançadas de Centros de Pesquisa e Conservação do ICMBIO tiveram como suporte a ideia de melhor alocação de recursos com a consequente potencialização das atividades finalísticas desempenhadas na conservação da biodiversidade, cujas atividades estão atreladas aos projetos de pesquisa dispostos nos planos de trabalho específicos a cada uma delas, sendo avaliadas e monitoradas constantemente pela Diretoria de Pesquisa, Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade do ICMBIO".

Veja também: 

Saiba como decidir qual o melhor local para trabalhar em casa