Tudo sobre a nova geração do Xbox

Scarlet, Lockhart, Anaconda

Scarlet, Lockhart, Anaconda

Os próximos consoles da Microsoft devem ser anunciados em breve, já que a nova geração de videogames tem previsão de chegar a partir de 2020. No entanto, as informações sólidas sobre o chamado Project Scarlet ainda são consideravelmente escassas -- o que não falta, entretanto, são rumores e supostos vazamentos de informações.

IGN

IGN

IGN

Leia mais: 2019 promete ser revolucionário para os games

Nesta reportagem, detalharemos todas as informações já existentes sobre os futuros hardwares da empresa americana, bem como os rumores sobre potenciais funções, especificações técnicas e mais.

Consoles

Durante a E3 2018, Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, declarou que a Microsoft já está trabalhando em seus próximos hardwares. Com isso, diversas fontes relataram que estes consoles receberam o codinome Scarlet (escarlate, em português). O primeiro foi o Thurrott, que referiu-se aos consoles como "uma série de dispositivos". A Game Informer, por meio de fontes anônimas, confirmou a nomenclatura temporária do projeto -- o nome não seria o definitivo, assim como o do Project Scorpio, que tornou-se o Xbox One X.

IGN

IGN

IGN
Project Scorpio, que, eventualmente, seria anunciado como Xbox One X

Leia mais: Microsoft quer levar Xbox Live a Nintendo Switch e celulares

No entanto, a informação inicial é de 2017. Na época, o Windows Central, site dedicado a notícias da Microsoft, noticiou que a empresa estava trabalhando "em um produto da Xbox batizado de Scarlet".

Em dezembro de 2018, mais informações sobre a família Scarlet surgiram. O Windows Central relata que dois consoles -- de codinomes Lockhart e Anaconda -- serão lançados no período de festividades de fim de ano de 2020. Lockhart seria o sucessor espiritual do Xbox One S, uma versão menos potente e mais barata da próxima geração, em oposição ao Anaconda, que sucederia o Xbox One X, com mais potencial de hardware e, consequentemente, custo mais elevado.

O Lockhart seria tão ou mais poderoso do que o Xbox One X, enquanto o Anaconda teria tecnologia de ponta, com um potencial SSD incluso para reduzir tempos de carregamento. O Anaconda ofereceria "uma experiência de console sem igual". Vale destacar que a mesma reportagem iniciou os rumores de que o Xbox One S receberia uma versão sem leitor de discos e as informações vêm ganhando mais força -- espera-se que esta versão seja anunciada ainda em abril.

IGN

IGN

IGN
Xbox One S All-Digital Edition, via Windows Central

Leia mais: Phil Spencer, chefe da Xbox, quer levar Game Pass a 'todos os dispositivos'

Fontes anônimas do site francês Jeux Video apontam que estes novos conoles seriam apresentados durante a E3 2019. A Microsoft já prometeu a maior participação da empresa na história do evento, então este seria um ótimo palco para tal revelação. Vale lembrar, contudo, que a Microsoft fez um evento especial, antes da E3, para revelar o Xbox One.

Especificações

Brad Sams, editor executivo do site Thurrott, também destaca que ambos os modelos do Scarlet teriam uma CPU Zen 2. Já a GPU seria diferente para cada um deles. De acordo com o Jeux Video, o Lockhart teria NAVI de 4+ Teraflops, enquanto o do Anaconda seria de 12+ Teraflops -- ambos seriam da AMD. Isso permitiria que a geração apresente resolução 4K rodando a uma taxa de 60 FPS (quadros por segundo). Muitos dos jogos atuais têm modo resolução, priorizando o 4K, ou modo desempenho, potencializando a taxa de quadros -- a escolha fica a critério do jogador.

Ainda, a versão menos potente teria 12 GB de memória RAM enquanto o mais poderoso teria 16 GB. Ambos os dispositivos teriam o SSD mencionado anteriormente (SSD 1TB NVMe 1+GB/s).

IGN

IGN

IGN
Especificações do Scarlet, via Jeux Video

Leia mais: Xbox Game Pass pode chegar ao PC

Com os supostos 12 teraflops do Anaconda, a próxima geração superaria 10.7 teraflops, poder de processamento que o serviço de streaming de games Google Stadia seria capaz de atingir. Atualmente, o Xbox One X, considerado o console mais poderoso já criado, atinge 6 teraflops. Neste quesito, o Lockhart ficaria atrás do Xbox One X, caso os rumores sejam verdadeiros.

Funções

Scarlet também teria o aclamado sistema de retrocompatibilidade, assim com o presente na família que o antecede, o Xbox One. Assim, seria possível jogar títulos do Xbox original, Xbox 360, mas também do Xbox One.

Ainda, a Microsoft teria uma nova plataforma chamada GameCore, como parte do sistema operacional do Windows. Segundo o Windows Central, isto facilitaria o desenvolvimento de games para o próximo Xbox e para PC, reduzindo o trabalho necessário para adaptar os jogos para ambas as plataformas. Considerando as últimas medidas da Microsoft, inclinando a tornar o Xbox uma marca de games em vez de necessariamente associá-lo a um hardware, esta função faz sentido -- atualmente, quando falamos de exclusivos Xbox, pensamos em títulos que são lançados para Xbox One e Microsoft Windows.

Leia mais: Xbox e Nintendo vão se unir para lançar jogos e serviços da Microsoft no Switch, diz site

Outro detalhe que merece atenção é o Project xCloud (acima). Este já fora confirmado oficialmente pela Microsoft. A plataforma de streaming permite que o usuário jogue games Xbox em qualquer plataforma, desde computadores a celulares. Não se sabe exatamente se esta será um serviço à parte, como os de assinatura já existentes, e talvez no padrão Google Stadia, ou se será algo inato da próxima geração de consoles.

O Project xCloud foi demonstrado durante o um recente episódio do programa Inside Xbox, exibindo Forza Horizon 4 sendo "jogado" em um dispositivo mobile, e controlado por um controle de Xbox One. O input do controle estava sendo processado em servidores externos, e então a imagem era devolvida ao smartphone.

IGN

IGN

IGN

Assim como prometido por Phil Spencer, a E3 2019 promete ser gigante para a Microsoft. Isso porque além de todas as informações envolvendo hardware mencionadas no texto acima, a empresa está, supostamente, ampliando a dedicação aos serviços online e potenciais parcerias (até mesmo com a Nintendo). Para saber tudo sobre como o ano promete ser revolucionário para os games, leia a coluna opinativa de Bruno Yonezawa.

Inscreva-se no canal do IGN Brasil no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Twitch!