Facebook
Tecnologia e Ciência Investidor pede saída de Zuckerberg do conselho do Facebook

Investidor pede saída de Zuckerberg do conselho do Facebook

Fundador e CEO enfrenta a maior crise da história da rede social. A empresa tenta provar que pode armazenar em segurança os dados dos usuários

Crise no Facebook

Mark Zuckerberg tenta reverter a crise que o Facebook está passando

Mark Zuckerberg tenta reverter a crise que o Facebook está passando

Reuters

Um dos investidores do Facebook Scott Stringer disse em entrevista à rede de TV CNBC, dos EUA, que Mark Zuckerberg deveria deixar a liderança do Facebook. A mudança seria necessária após o escândalo envolvendo a empresa nas últimas semanas.

Scott, que representa o fundo de pensão que tem mais de US$ 1 bilhão em ações da rede social, defende que o Facebook precisa de um presidente de conselho independente e de pelo menos três diretores com experiência de mercado. Hoje, Zuckerberg acumula a posição de presidente-executivo e de presidente do conselho administrativo.

A empresa perdeu mais de US$ 100 bilhões de seu valor de mercado desde a notícia de que a consultoria britânica Cambridge Analytica coletou e usou dados de formar irregular para beneficiar a campanha de Donald Trump. O caso colocou em dúvida a capacidade do Facebook de armazener em segurança as informações pessoais dos usuários.

Zuckerberg tenta reverte a situação, mas ainda não conseguiu recuperar a credibilidade perdida nas últimas semanas. Até mesmo um pedido de desculpas foi publicado nos principais jornais dos EUA e da Europa.

Na semana passada, a empresa anunciou mudanças na estrutura da plataforma para tornar mais intuitivo o controle sobre as informações que o Facebook pode coletar do perfil de um usuário.