Facebook
Tecnologia e Ciência Investigação sobre violação de dados pelo Facebook se amplia

Investigação sobre violação de dados pelo Facebook se amplia

Segundo o jornal Washington Post, as autoridades dos EUA buscam novas informações sobre o vazamento de informações de 87 milhões de perfis

Crise no Facebook

Investigações sobre vazamentos são ampliadas nos EUA

Investigações sobre vazamentos são ampliadas nos EUA

Reuters/Eric Gaillard/File Photo

Uma investigação federal sobre a violação de dados pelo Facebook junto com a consultoria política Cambridge Analytica aumentou o foco em ações e comunicados da gigante de tecnologia de Mark Zuckerberg nos EUA, disse o jornal Washington Post, citando pessoas familiarizadas com o caso.

A investigação envolve três agências: FBI, Federal Trade Commission e Securities and Exchange Commission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA), de acordo com a publicação.

"Estamos cooperando com as autoridades nos Estados Unidos, no Reino Unido e além. Fornecemos testemunho público, respondemos perguntas e prometemos continuar dando assistência, conforme o trabalho deles prossegue", afirmou um representante do Facebook à Reuters.

A ênfase da investigação se dá no que o Facebook reportou publicamente sobre o compartilhamento de informações com a Cambridge Analytica, se essas representações batem com os fatos e se a rede social fez revelações suficientemente completas e oportunas ao público e aos investidores sobre o assunto, segundo o Washington Post.

Reguladores e autoridades em vários países elevaram as investigações sobre o Facebook, após a falha em proteger os dados de cerca de 87 milhões de usuários, que foram compartilhados com a Cambridge Analytica.

Veja também:

Conheça 7 patentes assustadoras que o Facebook já registrou