Astronomia
Tecnologia e Ciência Luzes estão piscando na Lua e ninguém sabe explicar o motivo

Luzes estão piscando na Lua e ninguém sabe explicar o motivo

Astrônomo de universidade alemã trabalha em novo projeto para tentar descobrir a origem do chamado Fenômeno Lunar Transitório

Luzes piscando na Lua

Astrônomos conseguem ver, mas não sabem explicar as luzes que piscam na Lua

Astrônomos conseguem ver, mas não sabem explicar as luzes que piscam na Lua

Pixabay

Astrônomos relatam a observação de pontos luminosos na Lua há várias décadas. O russo Kozyrev foi um dos primeiros a observar e documentar o chamado Fenômeno Lunar Transitório (TLP, sigla em inglês). Ele identificou um ponto luminoso vermelho em uma cratera lunar em 1959.

O fenômeno, porém, ainda não foi completamente esclarecido e pesquisadores tentam entender a ocorrência das luzes. Os TLPs podem surgir como breves flashes ou durar horas seguidas. Além disso, foram registradas diferentes cores, como branca, vermelha, rosa e violeta.

O professor Hakan Kayal, da Julius-Maximilians-Universität Würzburg, na Baviera, na Alemanha, busca respostas com o uso de um novo telescópio instalado na Espanha. 

Professor Hakan Kayal, da Julius-Maximilians-Universität Würzburg

Professor Hakan Kayal, da Julius-Maximilians-Universität Würzburg

Tobias Greiner / Universität Würzburg

O equipamento utiliza duas câmeras para monitorar a superfície lunar e fotografar ou filmar todas as vezes que alguma luz surgir. A pesquisa começou em abril deste ano, mas já existem algumas hipóteses sobre a origem dos TLPs.

"Atividades sísmicas também foram observadas na Lua. Quando a superfície se move, gases que refletem a luz solar podem escapar do interior da Lua. Isso explicaria os fenômenos luminosos, alguns dos quais duram horas", disse o professor Hakan Kayal em uma matéria publicada pela universidade alemã.