Pesquisadores criam aplicativo de celular para fazer teste de covid-19

Microfone do smartphone identifica alterações no fluxo de ar na respiração que podem ser causadas em pessoas infectadas com o novo coronavírus

Projeto testa aplicativo para identificar casos de covid-19

Projeto testa aplicativo para identificar casos de covid-19

Pixabay


Pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos EUA, estão desenvolvendo um novo método para realizar os testes de coronavírus para não sobrecarregar os sistemas de saúde.

O projeto quer usar smartphones para aumentar a quantidade de pessoas testadas. O objetivo dos pesquisadores de Pittsburgh, liderados pelo professor Wei Gao, é providenciar testes de baixo custo e sem a necessidade de equipamentos especiais. 

“Com este projeto vamos desenvolver novas técnicas de medição e inteligência artificial para produzir testes caseiro que possam identificar doenças virais em pacientes, sem custos” afirma o coordenador do projeto e professor de engenharia da computação da universidade, Wei Gao.

Quando a pessoa está infectada com o novo coronavírus, suas vias aéreas funcionam de forma diferente. A equipe de Gao, pretende usar partes que já existem nos smartphones, como microfone e falantes, para medir essa mudança de fluxo de ar.

“Vamos começar a desenvolver novas formas de medir as ondas sonoras para minimizar erros na medição,”afirma Gao sobre sua pesquisa.

A ideia é ser prático, rápido e fácil, para que todos possam ter acesso. Para funcionar o smartphone terá que ter um adaptador que encaixe na boca para que as medições ocorram de forma mais precisa.

Caso o teste aponte negativo para a covid-19, pode impedir com que o paciente vá ao hospital desnecessariamente, ajudando a não espalhar a doença, que é altamente contagiosa.

O projeto foi selecionado para financiamento pela National Science Foundation. Quando for finalizado, o sistema vai ser disponibilizado para baixar como qualquer outro aplicativo de celular. A pesquisa também se estende para outras doenças respiratórias.

*Estagiário R7 sobsupervisão de Pablo Marques

Veja também: