Tecnologia e Ciência Programa de troca de smartphone é alternativa para quem "zerou" na Black Friday

Programa de troca de smartphone é alternativa para quem "zerou" na Black Friday

Parceria entre fabricantes e plataformas de recommerce dribla altos preços e fideliza clientes

Programa de troca de smartphone é alternativa para quem "zerou" na Black Friday

Aparelhos da Samsung estão entre os mais vendidos na Trocafone

Aparelhos da Samsung estão entre os mais vendidos na Trocafone

Divulgação

Comprar um smartphone top de linha nunca foi uma tarefa fácil para o brasileiro. Levando em conta a relação entre os preços de eletrônicos e a alta do dólar, a tarefa ficou ainda mais complicada em 2015. Tem mais: encontrar uma promoção que dure o suficiente para aproveitar o desconto é um desafio para quem encara eventos como a Black Friday brasileira. Quer uma alternativa? Simplesmente entre em uma loja ou site e ofereça seu celular atual como moeda de troca.

Chamada de vários nomes (upgrade, recommerce ou mesmo de trade-in), essa prática deu origem a uma série de plataformas que aceitam os modelos usados. Algumas delas revisam os aparelhos para coloca-los novamente em circulação, como a Trocafone, por exemplo. Na plataforma, que chegou ao Brasil em 2014, os consumidores procuram principalmente por modelos usados de smartphones da Apple e Samsung.

VEJA TAMBÉM: Elimine os apps que estão acabando com o desempenho do seu smartphone

O diretor da divisão de lojas físicas, acessórios e e-commerce da Samsung Brasil, Demetrius Oliveira, conta que a companhia oferece um bônus de até R$ 1.000 pelos aparelhos usados de qualquer marca na troca para um smartphone da Samsung.

— O lançamento das Samsung Stores nos ajudou a conhecer melhor nosso consumidor e nós percebemos que era necessário dar um passo a mais, além de vender e dar consultoria. Os consumidores sempre querem o celular do ano.

Reaproveitar gera menos lixo

Recentemente, a marca sul-coreana anunciou uma parceria com a startup Trocafone, que é responsável por recolocar os exemplares usados no mercado. O CEO da Trocafone, Guille Freire explica que é necessário que o consumidor brasileiro cultive o hábito de reaproveitar bens como os celulares.

—Damos vida nova a produtos que são totalmente funcionais, facilitando o acesso ao mesmo tempo em que fomentamos a consciência ambiental. Buscamos incentivar esse hábito no consumidor brasileiro para fornecer a necessária confiança de que ele poderá sim comprar um produto usado através de plataformas digitais.

O programa está disponível nas lojas e quiosques da marca por todo o Brasil. Oliveira explica que todo o trabalho é realizado pela Trocafone e supervisionado pela marca sul-coreana. Além de deixar mais acessível produtos com pouco uso, o sistema de recomércio também evita que esses aparelhos fiquem inúteis em gavetas ou sejam descartados de forma incorreta, gerando mais lixo eletrônico.

Uma iniciativa semelhante foi realizada pela distribuidora Brightstar que deu até R$ 2.000 de desconto em aparelhos antigos no lançamento do iPhone 6s, em parceria com a operadora Vivo.

Aquecendo o mercado

Um levantamento da Busca Descontos, responsável pela organização da BlackFriday.com.br, revela que os smartphones são o segundo produto mais buscado para essa época do ano. Os preços altos de lançamentos do mercado de smartphones são encarados como uma oportunidade para plataformas de recommerce, com a Trocafone, comenta Guille.

— Os celulares novos cada vez estão mais caros e esses valores são muito altos em relação ao salário das pessoas. Agora, mais do que nunca, comprar um smartphone seminovo com garantia de qualidade, parcelado em até 12 vezes sem juros e com frete grátis para todo o País será uma boa opção.

Smartphones antigos podem ser uma bela entrada na compra do seu novo celular

Smartphones antigos podem ser uma bela entrada na compra do seu novo celular

Reprodução/Flickr/Adam Fagen

O CEO da Trocafone ainda aponta que os aparelhos vendidos pela plataforma têm garantia de 90 dias. Segundo a startup, apenas 5 em cada 100 são devolvidos para a garantia pelos consumidores.

A empresa pretende encerrar o ano de 2015 com mais de 100 mil aparelhos recolocados no mercado e anunciou a expansão de seus serviços para a Argentina. Ainda há planos para outros países da América Latina, como México, Colômbia e Peru.

Por outro lado, Oliveira explica que a experiência com as Samsung Stores foi essencial para conhecer melhor os desejos dos consumidores brasileiros e influenciou decisivamente no programa de upgrade da companhia. De acordo com o executivo, a iniciativa pretende fidelizar os clientes e atender os usuários que gostam de trocar seus smartphones anualmente.

— O bônus no celular usado faz com que a barreira financeira do consumidor seja vencida. Há também uma fidelização da marca.

Saiba mais sobre como é feita a avaliação do seu usado e simule a venda e compra no Trocafone. Para encontrar uma loja ou quiosque da Samsung, acesse o site oficial da marca.

    Access log