Programa Inova 360 Conheça a WiBX, primeira moeda virtual voltada ao mercado varejista

Conheça a WiBX, primeira moeda virtual voltada ao mercado varejista

Moeda é também a primeira no país listada no Mercado Bitcoin, a principal corretora de moedas digitais do Brasil

Moeda é também a primeira no país listada no Mercado Bitcoin, a principal corretora de moedas digitais do Brasil

CEO da WiBX entrevistado por Reginaldo Pereira

CEO da WiBX entrevistado por Reginaldo Pereira

Programa Inova 360

Acaba de ser lançada a primeira moeda voltada exclusivamente às relações de troca entre marcas e consumidores do setor de varejo, a WiBX. A moeda é também a primeira no país listada no Mercado Bitcoin, principal corretora de moedas digitais do Brasil, que possui uma carteira de mais de um milhão de clientes. As transações de troca, compra e venda da nova moeda virtual na corretora começam ainda em novembro.

O anúncio, feito ontem em São Paulo, teve a cobertura do programa de TV Inova360, exibido diariamente na Record News, às 7h55. O apresentador Reginaldo Pereira entrevistou os sócio-fundadores da WiBX, Pedro Alexandre, também CEO, além de Geraldo Marques e Vagner Sobrinho.

Geraldo Marques, da WiBX, entrevistado pelo Inova360

Geraldo Marques, da WiBX, entrevistado pelo Inova360

Programa Inova 360

Como funciona a WiBX

O consumidor pode ganhar WiBX usando apenas um smartphone. O usuário baixa o aplicativo, faz seu cadastro e em seguida tem a possibilidade de compartilhar, curtir e recomendar, em  seus perfis das  redes sociais Facebook, Twitter e Whatsapp, as campanhas das marcas presentes na plataforma, e com isso ganhar utility tokens (unidades de moedas).

A moeda virtual pode ser trocada por produtos, serviços ou por dinheiro no Mercado Bitcoin. Na Exchange, o consumidor poderá também comprar WiBX. Serão 12 bilhões de tokens disponíveis na corretora, com um valor inicial previsto de US$ 0,04 por unidade.

Segundo Pedro Alexandre, a WiBX promove ganha-ganha entre usuários e marcas. “Os usuários têm a oportunidade de ter WiBX e as empresas anunciantes ganham por meio do marketing de recomendação, ou seja, usam a rede social das pessoas comuns para gerar ainda mais visibilidade para seus produtos e serviços”, explica.