Programa Inova 360 Lâmpadas de LED revolucionam comunicação visual com sustentabilidade

Lâmpadas de LED revolucionam comunicação visual com sustentabilidade

Times Square, em Nova York, reúne pessoas do mundo todo para contemplar painéis de LED e a contagem regressiva para a passagem do ano

Daniel Horn e Rafael Bamenga (Foto: Divulgação)

Daniel Horn e Rafael Bamenga (Foto: Divulgação)

Programa Inova 360

A necessidade de se comunicar e se fazer entender é fator primordial para a existência do ser humano desde as primeiras civilizações. De lá para cá, essa necessidade da comunicação encontrou alguns caminhos para atingir esse objetivo. Um deles é a “comunicação visual”, que teve início com as primeiras pinturas pré-históricas, até chegar aos dias atuais, em maravilhosas e ilimitadas estruturas de luz, tecnologia e criatividade. 

A comunicação visual vive uma revolução com a chegada dos painéis de LED, que vem do inglês Light Emitting Diode, que significa Diodo Emissor de Luz. Inventado em 1962, esse componente usa a mesma tecnologia usada em chips de computadores, e possui a capacidade de transformar energia em luz. Cada micro lâmpada de LED, alocada nos painéis é chamada de pixel (a menor unidade que compõe uma imagem). E vários desses pixels reunidos e acesos formam as imagens estáticas ou em movimento, assim como qualquer outro display convencional.

O que diferencia um painel de LED de qualquer outra tela é a sua intensa e forte luminosidade. “Não existe nenhum outro meio de comunicação visual no mercado que chame mais atenção. E é por essa razão que grandes centros empresariais, já exploram muito o uso destes painéis”, afirma Daniel Horn, sócio proprietário da P1LED, uma das empresas pioneiras no Brasil em comercialização e instalação de painéis de LED para estabelecimentos comerciais e eventos.

“Um grande exemplo do sucesso do uso do LED está num dos destinos mais famosos e visitados do mundo, a Times Square, em Nova York, nos Estados Unidos. Pessoas do mundo todo se reúnem para contemplar toda essa comunicação e tradicionalmente acompanhar a contagem regressiva para passagem de cada ano”, conta Horn.

Ao invés das tradicionais comunicações visuais impressas, que devem ser trocadas periodicamente, sendo responsáveis por gerar todos os anos grandes quantidades de descartes de adesivos, lonas, tintas e materiais nocivos ao meio ambiente, os modernos painéis de LED, além de mais chamativos, proporcionam agilidade e pronta resposta ao possibilitarem alterar, instantaneamente, e de forma remota, todos os conteúdos digitais que ficam interligados em redes.

“Mesmo se tratando de um equipamento moderno, ele traz uma tecnologia embarcada simples, formada por apenas quatro componentes, que são as lâmpadas LED na frente, alocadas em módulos, uma fonte de energia muito simples atrás dos painéis, um chip como seu cérebro, e os cabos para as conexões. Ou seja, um equipamento de fácil manutenção, e com componentes que possibilitam ser trocados, independentemente, e sem nenhuma dificuldade” , conta Horn. 

Diante deste potencial tecnológico, econômico e sustentável, a P1LED depois de instalar mais de 4.000 painéis digitais pelo país, decidiu ir além do vender ou locar de painéis de LED. A empresa inovou e passou a oferecer uma solução completa aos seus clientes, criando um departamento que desenvolve projetos em 3D, que demonstram como ficam os painéis de LED, antes mesmo de serem instalados.

Além de uma equipe de mão de obra treinada e preparada para instalar estruturas das mais simples até as mais complexas, outra equipe de profissionais realiza vídeos e conteúdo para serem veiculados nos painéis, por meio de sua própria tecnologia, em que os clientes podem gerenciar tudo a distância. 

Nesse constante investimento, entendendo que o mercado ainda tem um potencial imenso de expansão, Daniel Horn e sua diretoria já desenham novos planos para o futuro com a construção da primeira fábrica de LED no Brasil. 

Não há dúvida, o LED veio mesmo para revolucionar.

Conheça mais sobre a P1LED, acessando:

www.p1led.com.br 

Últimas