Programa Inova 360 Nuvemshop aumenta em 180% o volume de lojas online em menos de um ano

Nuvemshop aumenta em 180% o volume de lojas online em menos de um ano

São mais de 70 mil negócios potencializados pela maior plataforma de e-commerce da América Latina em um ano desafiador

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Programa Inova 360

Não é novidade que o cenário de pandemia e distanciamento social acelerou a digitalização dos negócios e, principalmente, do comércio. Impossibilitado de ir até as lojas, o consumidor buscou a internet para fazer suas compras e o lojista precisou se reinventar. A Nuvemshop, plataforma de e-commerce líder na América Latina, já estava a postos para receber esse aumento da demanda e, em apenas oito meses, ampliou o seu volume de lojas online de 25 mil para 70 mil clientes. Foi um aumento de 180% de março a novembro deste ano.

“O nosso objetivo é possibilitar que os pequenos e médios empreendedores (PMEs) tenham acesso à tecnologia de ponta e à economia de escala que apenas grandes varejistas poderiam sonhar em ter”, afirma Alejandro Vázquez, CCO e cofundador da Nuvemshop. “Quando criamos a empresa, tínhamos um único propósito: reduzir as barreiras do empreendedorismo para potencializarmos histórias de sucesso. E hoje, com mais de 70 mil clientes, temos a certeza de que estamos cumprindo essa profecia.”

E não foi só o volume de lojas que aumentou. O time da Nuvemshop mais que dobrou em menos de um ano, passando de 150 para quase 400 colaboradores em menos de um ano no Brasil, Argentina e México. 

Para continuar crescendo em um ritmo acelerado, a Nuvemshop recebeu, recentemente, uma nova rodada de investimento de US$ 30 milhões. Com esse aporte, a empresa continuará aprimorando o seu ecossistema de soluções que envolve pagamentos, frete, gestão de estoque e ferramentas de marketing. Além disso, a companhia irá integrar ainda mais os canais de venda para o lojista, melhorar o serviço de atendimento, ampliar as soluções dentro da plataforma para atender empreendedores cada vez maiores e expandir as operações para outros países da América Latina.

Uma vela acesa no fim do túnel

O foco de potencializar histórias de sucesso é o propósito da Nuvemshop desde o início, mas na pandemia, isso ficou ainda mais forte. Afinal, além da necessidade de digitalizar negócios físicos, também aumentou o volume de pessoas que precisavam de uma renda extra e se lançaram no empreendedorismo. 

Esse é o caso da Marina Anjos, paulista de 25 anos. Antes da pandemia, seu marido tinha sido convidado para trabalhar no Rio de Janeiro e para acompanhá-lo, ela decidiu pedir demissão do seu emprego em São Paulo. Às vésperas da mudança, a pandemia impossibilitou a mudança do casal e a jovem viu-se desempregada. Em poucos meses, ela encontrou uma nova paixão na fabricação de velas artesanais e mais do que isso: percebeu a oportunidade de gerar renda quando deixou alguns exemplares na loja da avó. Em uma semana, todos os itens foram vendidos rapidamente. 

Marina decidiu lançar a sua marca no Instagram. A Cian Candle começou a receber muitos pedidos e a ficar conhecida na rede social. Em poucos meses ela percebeu que, para seu negócio crescer ainda mais, precisaria de estrutura profissional, porque não conseguia atender todas as solicitações e realizar as vendas diretamente no Instagram com agilidade. Por isso, ela decidiu buscar plataformas de e-commerce e se deparou com a empresa. 

“Além da confiabilidade e estrutura da Nuvemshop, fiquei encantada com os layouts disponíveis e a facilidade para montá-los. Afinal, meu produto precisa ser mostrado de modo atrativo, pois minhas velas são trabalhadas em alinhamento com a moda e o design”, contou Marina Anjos, co-fundadora e diretora criativa de Cian Candle. “Depois que construí a minha própria loja virtual, as vendas duplicaram e meu ticket médio subiu. Percebi que a conexão entre a rede social e a plataforma é crucial para continuarmos crescendo, porque assim ganhamos fidelização do cliente e também agilidade, resultando em até vendas por impulso”.

Tendências observadas na Black Friday

O negócio da Marina representa uma tendência de consumo. O processo de compra está mais digital, mas o consumidor está buscando por produtos feitos por pessoas, em baixas escalas, com uma pegada de exclusividade. O nicho de artesanato surpreendeu na Black Friday de 2020 com crescimento de 1.539%, na pesquisa realizada pela Nuvemshop sobre o “E-commerce na Black Friday”.

A Black Friday 2020 foi histórica para as pequenas e médias empresas. A Nuvemshop constatou um crescimento de 151% no faturamento durante a última semana de novembro. O valor total de vendas dos clientes (GMV) saltou de R$ 23,8 milhões em 2019 para quase R$ 60 milhões este ano.

Os dados positivos dentro do cenário de recessão mostram o e-commerce como uma esperança para a economia. “Vamos continuar aprimorando nossa plataforma para encorajar o empreendedorismo e continuarmos apoiando o desenvolvimento de milhões de negócios e empregos no País”, completa Alejandro Vázquez.

Conheça mais sobre a Nuvemshop

A Nuvemshop é a plataforma de e-commerce líder na América Latina e reconhecida pela ABComm como a “Melhor Plataforma” do Brasil. Com mais de 70 mil lojas ativas, ela integra produtos, pagamentos e envios com diferentes canais de vendas, como Facebook, Instagram, marketplaces e lojas físicas. A plataforma está preparada para que as marcas de todos os tamanhos criem suas lojas com facilidade e segurança.

Atualmente, a empresa tem quase 400 colaboradores trabalhando atualmente em home office nas cidades de São Paulo, Belo Horizonte, Buenos Aires e Cidade do México. Com recente aporte de U$S 30 milhões, a empresa irá aprimorar o ecossistema da plataforma junto aos parceiros, ampliar a oferta de novos serviços aos clientes e expandir suas operações para outros países da América Latina.

Últimas