Tecnologia e Ciência Rússia celebra os 60 anos do voo de de Iuri Gagarin ao espaço

Rússia celebra os 60 anos do voo de de Iuri Gagarin ao espaço

Em 1961, o cosmonauta iniciou a missão histórica com a frase que marcaria a corrida espacial: ‘lá vamos nós’

O cosmonauto russo Iuri Gagarin foi o primeiro ser humano a ir ao espaço em 1961

O cosmonauto russo Iuri Gagarin foi o primeiro ser humano a ir ao espaço em 1961

Wikipédia

A Rússia celebra nesta segunda-feira (12) o aniversário de 60 anos do primeiro voo tripulado ao espaço, realizado em 12 de abril de 1961 por Iuri Gagarin, um herói soviético ainda admirado no país.

O presidente russo, Vladimir Putin, viajou para Engels, a pouco mais de 700 quilômetros de Moscou, o local em que o cosmonauta pousou e onde foi construído um monumento em homenagem ao voo histórico.

Às 9h07 no horário de Moscou, Gagarin iniciou o voo com a frase que entraria para a história: ‘lá vamos nós’.

Depois da decolagem da base até então secreta de Baikonur, a nave Vostok voou por 108 minutos, o tempo necessário para completar uma órbita ao redor da terra e pousar na estepe russa.

A pequena cápsula em que Gagarin aterrissou em condições extremas vai ser exibida no Museu da Conquista Espacial de Moscou. A exposição vai ser inaugurada na próxima terça-feira e recebeu o nome de ‘Primeiro’.

Além da cápsula, objetos pessoais do cosmonauta vão ser exibidos, como a imponente chave que usou para acionar os motores da nave ou o assento ejetável utilizado na missão.

Em 1957, a União Soviética foi o primeiro país a colocar um satélite em órbita, o famoso Sputnik, mas a viagem quatro anos depois se tornou o símbolo da dominação sobre os Estados Unidos na corrida espacial.

Gagarin, morto em 1968, se transformou no rosto e símbolo da conquista do espaço.

Atualmente, a Rússia enfrenta obstáculos para inovar e, nos últimos anos, registrou dificuldades em vários lançamentos frustrados.

O país enfrenta problemas crônicos de financiamento, corrupção e, desde o ano passado, perdeu o monopólio de décadas nos voos rumo à Estação Espacial Internacional, que agora podem ser feitos com a empresa americana SpaceX.

Últimas