China

Tecnologia e Ciência Rússia e China planejam construir uma estação espacial na Lua

Rússia e China planejam construir uma estação espacial na Lua

Segundo a agência espacial russa, a estrutura será montada na superfície do satélite natural da Terra a ou ficará na órbita 

Estrutura será aberta a todos os países interessados

Estrutura será aberta a todos os países interessados

A agência espacial russa Roscosmos anunciou nesta terça-feira (9) a assinatura de um memorando com a China para construir conjuntamente uma estação "na superfície ou em órbita" da Lua.

Em nota, Roscosmos especificou que o projeto "Estação científica lunar internacional" com a agência espacial chinesa será aberto a "todos os países interessados ​​e parceiros internacionais", embora não tenha especificado detalhes sobre cronograma ou valores investidos.

Gateway Artemis

Simultaneamente, a Nasa, a agência espacial norte-americana, e a SpaceX, empresa de sistemas espaciais do bilionário Elon Musk, estão trabalhando desde abril do ano passado na fabricação de módulos de pouso na Lua, para que, em 2023, uma estação orbital lunar, nomeada Gateway Artemis, possa começar a ser montada.

Como o próprio nome sugere, o projeto é parte da missão Artemis, que tem como objetivo é retomar às missões tripuladas à Lua a partir de 2024, e servirá ainda para demonstrar quais tecnologias serão necessárias em uma missão tripulada à Marte em um futuro distante.

O primeiro voo rumo à estação está previsto para ocorrer antes de maio de 2024, quando o elemento de energia e propulsão do Gateway (PPE) e seu Posto Avançado de Habitação e Logística (HALO) serão lançados a bordo do foguete SpaceX Falcon Heavy.

Na sequência, um módulo de serviço com elementos essenciais de suporte à vida – incluindo oxigênio, água, eletricidade e controles de temperatura – será lançado durante o segundo voo planejado da Nasa de seu novo mega foguete, o Space Launch System (SLS). Essa missão, conhecida como Artemis 2, será a primeira missão tripulada do programa Artemis.

*Estagiária do R7 sob supervisão de Pablo Marques

Últimas