Astronomia
Tecnologia e Ciência Saturno supera Júpiter como planeta com mais luas no Sistema Solar

Saturno supera Júpiter como planeta com mais luas no Sistema Solar

Equipe de cientistas descobriu 20 novos satélites naturais que orbitam o planeta dos anéis, chegando a 82 no total, três a mais que Júpiter

Saturno

Luas foram descobertas com o telescópio Subaru, que fica em Maunakea, no Havaí

Luas foram descobertas com o telescópio Subaru, que fica em Maunakea, no Havaí

NASA/JPL-Caltech/Space Science Institute

Saturno ultrapassou Júpiter como o planeta com mais luas no Sistema Solar, de acordo com pesquisadores dos EUA.

Uma equipe de cientistas descobriu 20 novas luas que orbitam o planeta dos anéis, chegando a 82 no total. Júpiter, por outro lado, tem 79 satélites naturais.

As luas foram descobertas com o telescópio Subaru, que fica em Maunakea, no Havaí.

Cada nova lua descoberta tem cerca de 5 km de diâmetro, e 17 delas orbitam o planeta em sentido contrário à rotação do planeta, movimento conhecido como "direção retrógrada".

As três outras luas dão voltas na mesma direção que Saturno.

Duas delas levam cerca de dois anos para viajar em torno do planeta.

A lua mais distante a girar em direção retrógrada fica ainda mais distante, levando mais de três anos para completar a órbita.

"O estudo das órbitas dessas luas pode revelar suas origens, assim como informações das condições nos arredores de Saturno no momento de sua formação", diz Scott Sheppard, do Carnegie Institution for Science em Washington (EUA), que liderou a equipe.

Concurso para os nomes

As luas mais distantes parecem estar agrupadas em três conjuntos distintos com base nas inclinações dos ângulos em que orbitam o planeta.

Ilustração mostra as novas luas em torno de Saturno

Ilustração mostra as novas luas em torno de Saturno

CARNEGIE INSTITUTION FOR SCIENCE

"Esse tipo de agrupamento das luas externas também é visto em Júpiter, o que indica a ocorrência de violentas colisões entre as luas no sistema saturniano ou colisões com objetos passantes como asteroides e cometas", diz Sheppard.

As luas podem já ter sido parte de ao menos três astros maiores que foram divididos por essas colisões num passado remoto.

Uma das luas retrógradas recém-descobertas é a que fica mais longe de Saturno.

"Usando alguns dos maiores telescópios do mundo, agora estamos completando o inventário de pequenas luas em torno de planetas gigantes", diz Sheppard. "Elas têm um papel crucial em nos ajudar a determinar como os planetas do Sistema Solar se formaram e evoluíram."

Sheppard disse à BBC que Júpiter era o planeta com mais luas conhecidas desde o fim dos anos 1990.

A equipe de pesquisadores que descobriu as novas luas inclui, além de Sheppard, David Jewitt, da Universidade da Califórnia (EUA), e Jan Kleyna, da Universidade do Havaí.

Eles deram início a um concurso para batizar as luas. Elas devem ser nomeadas com base nas mitologias dos povos viking, celta e inuit.