Tecnoblog EA bane usuário de FIFA 21 após ofensas racistas contra ex-jogador

EA bane usuário de FIFA 21 após ofensas racistas contra ex-jogador

EA suspendeu para sempre conta de jogador acusado de ataques racistas contra ex-astro do Arsenal, por conta de FIFA 21

Tecnoblog

A EA baniu de forma permanente um jogador de FIFA 21 no Reino Unido, após ofensas raciais proferidas pelo usuário contra um ex-jogador de futebol na vida real. Patrick O’Brien, de 18 anos, foi suspenso de qualquer atividade online do jogo depois de ataques considerados racistas contra Ian Wright, ex-atacante do Arsenal.

Ian Wright é uma das lendas no FUT do FIFA 21 (Imagem: Reprodução)

Ian Wright é uma das lendas no FUT do FIFA 21 (Imagem: Reprodução)

Tecnoblog

Ian Wright é uma das lendas no FUT do FIFA 21 (Imagem: Reprodução)

Acontece que O’Brien não ficou muito feliz depois de ter perdido uma partida enquanto jogava com a versão de Ian Wright dentro do game, no comando do Arsenal, dentro do modo Ultimate Team, no FIFA 21.

A partir daí, o jovem enviou mais de 20 mensagens para o Instagram de Wright, com xingamentos, racismo e até mesmo ameaças de morte, segundo o jogador.

O caso foi levado à corte britânica, mas que julgou Patrick O’Brien como inocente, alegando se tratar de um jovem imaturo e ingênuo. O agressor chegou a doar € 500 para uma ONG de luta contra o racismo, por iniciativa própria, e se mostrou arrependido perante o juiz, além de ter feito um pedido de desculpas por escrito ao jogador.

A decisão, claro, não deixou Wright satisfeito, o que levou o astro do futebol a publicar uma mensagem em suas redes sociais, dos quais destacamos alguns trechos:

“Nunca fiz isso para ter vingança, fiz para mostrar as consequências por atos de racismo. (...) Sou um homem de 57 anos que enfrentou racismo durante a vida inteira. Não estava esperando que meu perdão fosse um convite para abrandar a sentença. (...) Um indivíduo desejou minha morte por conta da minha cor da pele. Nenhum juíz que disser que isso foi 'ingenuidade' ou 'imaturidade' será aceitável para nós. A suposta imaturidade e ingenuidade do nosso agressor não é nenhum conforto para nós. Estou desapontado, estou cansado. Todos estamos”.

Banimento da EA

O banimento instaurado pela EA veio logo depois disso. A empresa se mostrou contrária à decisão da justiça e não apenas suspendeu O’Brien, mas também eliminou qualquer uma de suas contas da rede EA da existência.

A produtora informou ao site Eurogamer que fez isso para mandar a mensagem de que racismo não é tolerável em nenhum aspecto. Nem desrespeito com qualquer raça, religião, sexo. “Nenhuma discriminação será tolerada”, escreveu a companhia.

Além disso, em parceria com a Premier League, a EA também está efetuando uma campanha chamada “Sem Lugar para o Racismo”, como visto abaixo:

Com informações: Eurogamer.

EA bane usuário de FIFA 21 após ofensas racistas contra ex-jogador

Últimas