Uber vai pagar motorista que parar por conta do novo coronavírus

Uber vai pagar motorista que parar por conta do novo coronavírus Por Redação Link São Paulo, 18 (AE)São Paulo, 18 (AE) - Seguindo as recomendações de prevenção durante a pandemia do coronavírus, o Uber anunciou no início do mês que continuará pagando os motoristas que forem obrigados a deixar as atividades por conta da doença. Nesta terça-feira, 17, mesmo ainda sem apresentar casos no Brasil com motoristas, a empresa afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que estenderá a medida a todo o território nacional. De acordo com a empresa, motoristas que testarem positivo para a covid-19 ou que precisarem ficar em quarentena por suspeita da doença terão direito a assistência financeira. Para calcular o auxílio, o Uber levará em consideração a média de rendimentos diários dos últimos seis meses de trabalho do motorista. O valor será coberto por um período de 14 dias de afastamento do trabalho. A medida teve início na Europa e a orientação se estendeu ao Brasil quando os casos de coronavírus começaram a subir. De acordo com o Ministério da Saúde, são mais de 200 casos confirmados da doença no País. Além do auxílio financeiro, o Uber também está tomando outras medidas de proteção em todo o mundo, como suspender a conta de motoristas com o coronavírus ou com suspeitas e disponibilizando recursos para ajudar a manter os carros higienizados. No serviço de delivery de comida UberEats, existe a possibilidade, por exemplo, de pedir ao entregador deixar a comida na porta de casa, para evitar o contato próximo. Uber Juntos Nos Estados Unidos e Canadá, o Uber interrompeu as atividades do Uber Pool (Juntos, no Brasil), modalidade de corridas compartilhadas do aplicativo. Ao jornal O Estado de S. Paulo, o Uber informou que por enquanto o serviço será mantido por aqui, mas que pode ser reavaliado caso o cenário da doença continue em crescimento.