Tecnologia e Ciência Cientistas encontram ossos de mamute lanoso na Sibéria

Cientistas encontram ossos de mamute lanoso na Sibéria

Cientistas russos conseguiram recuperar cerca de 80% dos ossos bem preservados de um mamute lanoso que viveu na Terra há pelo menos 10 mil anos, afirmou à Reuters o diretor do Centro de Pesquisas do Ártico, Dmitry Frolov.
 

"Até o momento, nós sabemos a idade biológica do mamute. Tinha entre 15 e 25 anos, aproximadamente. Obviamente, não podemos chamá-lo de um bebê mamute. Já era bastante maduro. Eu diria que era um mamute adolescente, considerando que a expectativa de vida de um mamute era de 60 anos", diz Frolov.

Cientistas recuperaram 80% do esqueleto incluindo costelas, partes do crânio e ossos da patas dianteiras.

A ocorrência de achados pré-históricos têm aumentado já que a mudança climática aquece o Ártico e derrete áreas que antes eram enterradas no permafrost.

Últimas