Tecnologia e Ciência Pai constrói exoesqueleto para ajudar filho cadeirante a caminhar

Pai constrói exoesqueleto para ajudar filho cadeirante a caminhar

Jean-Louis Constanza é um dos fundadores da empresa Wandercraft e atendeu pedido de ajuda de Oscar

Jean-Louis Constanza, fundador da Wandercraft, construiu um exoesqueleto para ajudar filho cadeirante a andar.

"Somos 3 fundadores da Wandercraft, que foi criada em 2012. Dois dos fundadores, incluindo eu, têm familiares amados que usam cadeiras de rodas. No meu caso, é meu filho Oscar. Um dia ele disse para mim: 'Pai, você é um engenheiro de robótica, por que não faz um robô que possa me ajudar a andar?'", destacou Jean-Louis.

Oscar tem uma condição neurológica genética que faz com que seus nervos não enviem sinais suficientes a suas pernas.

"É novo para mim, porque antes, para caminhar, sempre precisava de ajuda e agora já não preciso mais. Assim, me sinto independente", enfatizou Oscar Constanza.

O exoesqueleto ainda não pode ser comprado para uso pessoal, por isso, a empresa está trabalhando na produção de modelos mais leves que supram essa necessidade.

"Fazemos esse trabalho porque temos certeza que em 10 anos já não haverá, haverá muito menos cadeiras de rodas. As cadeiras de rodas são uma anomalia. Homens, mulheres, seres humanos devem ser bípedes. É o fato de andarmos eretos que nos fez humanos por centenas de milhares de anos, então devemos ficar de pé", ressaltou o fundador da Wandercraft.

Últimas