Parque solar no deserto impulsiona energia renovável no Egito

Perto da cidade egípcia de Aswan, uma faixa de painéis solares fotovoltaicos se espalha por uma área tão grande que se destaca no deserto. Painéis fotovoltaicos se espalham por uma área tão grande no deserto que poderia até ser vista do espaço.

Eles compõem a usina de Benban um dos maiores parques solares do mundo, estima-se que tenha custado US$2,1 bilhões. A usina fornece atualmente 1,5 GW à rede elétrica egípcia. Investiram no projeto mais de 30 empresas de 12 países.

"Este é apenas o começo. Elas têm planos de chamar atenção para a energia renovável. O setor privado investiu, através do Mar Vermelho, em energia eólica e em todo o deserto em energia solar", diz Christopher Cantelmi, principal financiador.