Tecnologia e Ciência Startup alemã quer entregar vacinas contra covid-19 por drones

Startup alemã quer entregar vacinas contra covid-19 por drones

Equipamento chega a 240 km/h e pode voar uma distância de até 100 quilômetros com uma carga de bateria

A startup alemã Wingcopter entrou na corrida pela distribuição aérea de vacinas, apoiando-se em sua experiência em regiões remotas como em Vanuatu, país do sul do Oceano Pacífico.

"O que há de especial no Wingcopter é voar extremamente rápido. Batemos o recorde mundial com uma velocidade máxima de 240 km/h. Ele pode voar muito longe, mais de 100 quilômetros com uma carga de bateria", diz Tom Plümmer, Fundador da Wingcopter.

A startup realiza testes na África, no Pacífico Sul e no Sudeste Asiático e prentede expandir rapidamente a área de atuação para entregar milhões de doses de vacinas

"Queremos usar o drone durante a crise sanitária para entregar vacinas mais rapidamente e com segurança aos seus destinos, enquanto mantemos toda a cadeia de frio. Em resumo, podemos decolar de um local e enviar o drone a vários destinos."

Últimas