TNH1 Suspeitos estavam reunidos em casa para dividir fruto de roubo, diz polícia

Suspeitos estavam reunidos em casa para dividir fruto de roubo, diz polícia

Os suspeitos de assalto a banco que morreram nessa quinta-feira (8), durante confronto com agentes da polícia de Alagoas na divisa do estado com Pernambuco estariam reunidos na casa onde ocorreu a troca de tiros para dividir o “lucro” da última ação criminosa.

A explicação foi dada pelo delegado Fábio Costa, que está à frente da Divisão Especial de Investigação e Captura (Deic), na manhã desta sexta, durante entrevista. “Eles costumavam ficar juntos para esperar a poeira baixar e também repartir entre eles o que foi roubado”, explicou Costa.

Os onze suspeitos estavam em uma casa na cidade de Santana do Ipanema, interior de Alagoas, quando foram cercados por cerca de 30 agentes da Deic, Tigre e Grupamento Aéreo que vinham investigando a ação do bando e receberam voz de prisão. "Eles atiraram contra nossos agentes, por isso revidamos", argumentou o chefe da Deic.

Ainda de acordo com o delegado, entre os integrantes que morreram durante confronto, há suspeitos de Alagoas, Bahia, Sergipe e Pernambuco. “Esse grupo era formado por homens de vários estados do nordeste e não temos dúvida de que eles agiam no Sertão dessa região”, salientou Fabio.

Na residência onde a quadrilha estava foi encontrado uma grande quantidades de explosivos, armamento de grosso calibre e ainda parte do dinheiro roubado do banco Bradesco de Águas Belas (PE). “Ainda estamos concluindo o levantamento da ficha criminal dos suspeitos para passar mais detalhes até o fim do dia”, concluiu o delegado.

    Access log