Notícias Trava de assento se solta em montanha-russa do Hopi Hari em movimento

Trava de assento se solta em montanha-russa do Hopi Hari em movimento

Agência Estado

A trava de um dos assentos da montanha-russa Montezum, uma das principais atrações do parque temático Hopi Hari, se soltou com o brinquedo em movimento, no último sábado, 11, em Vinhedo, interior de São Paulo.

O incidente aconteceu quando a montanha-russa, com mais de 40 metros de altura, estava no primeiro ciclo, executando uma subida. Segundo o parque, o visitante sinalizou a ocorrência do problema e a equipe responsável pela operação suspendeu o ciclo. A atração voltou a operar no dia seguinte.

A trava fica na altura do colo do passageiro, prendendo a perna e o abdômen contra o assento. Conforme a assessoria do parque, o próprio ocupante do assento que apresentou o problema fez o sinal de 'X' com os braços acima da cabeça, protocolo usado em todas as atrações do parque, para solicitar a parada do brinquedo.

Os passageiros foram desembarcados e os assentos dos dois carros foram inspecionados para análise da ocorrência. "Como a parada ocorreu por volta das 17h40, a atração não foi reaberta neste dia, voltando a operar normalmente no dia seguinte", disse, em nota.

O Hopi Hari informou que mantém as inspeções diárias na montanha-russa, antes de liberar a operação, e os atendentes realizam a dupla checagem das travas e cintos de segurança. São realizadas ainda inspeções semanais, anuais e auditoria independente externa.

"Na Montezum, além da trava, há o cinto de segurança e os assentos possuem geometria e divisória lateral para auxiliar na contenção do visitante em sua posição", afirmou. O parque disse ainda que utiliza peças originais, segue os manuais e orientações do fabricante da atração e dividirá com ele essa ocorrência, em busca de melhorias no processo.

Maior montanha-russa de madeira da América Latina, a Montezum foi fabricada por uma empresa americana e funciona desde 1999. O brinquedo possui 42,4 m de altura, queda de 45 m e atinge velocidade de 103 km por hora.

Em fevereiro de 2012, um acidente com um dos brinquedos causou a morte de uma adolescente, no Hopi Hari. Devido a um problema na trava do assento, a menina despencou da torre de queda livre La Tour Eiffel. A adolescente de 14 anos, que morava no Japão, estava em visita aos familiares no Brasil. A torre não voltou a funcionar. Recentemente, o Hopi Hari anunciou a intenção de reformar e inaugurar a atração com outro nome.

Últimas