Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Lula elogia prefeito de Araraquara, cotado para assumir presidência do PT

Presidente participou de evento na cidade paulista e disse que Edinho Silva é um exemplo de disposição

Brasília|Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

Prefeito Edinho Silva participa do evento com Lula (Ricardo Stuckert/Presidência da República - 06.03.2023)

Durante agenda em Araraquara (SP) nesta sexta-feira (24), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou diversas vezes o prefeito da cidade, Edinho Silva, que é cotado para concorrer à presidência do PT. A eleição para o comando do partido, atualmente ocupado pela deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), está prevista para ocorrer em março do ano que vem, mas as articulações nos bastidores já começaram.

Leia mais

“A gente precisa de um país que tenha milhões de pessoas com a alma de um Edinho, com a inteligência de um Edinho, com a disposição de dar sem pedir como faz o Edinho”, afirmou o presidente.

As declarações foram dadas por Lula durante cerimônia de assinatura da ordem de serviço para o início das obras de macrodrenagem e reurbanização de áreas afetadas por enchentes em Araraquara. O investimento previsto é de R$ 143 milhões em recursos do governo federal. O presidente estava acompanhado de diversos ministros, como Jader Filho (Cidades), Renan Filho (Transportes), Nísia Trindade (Saúde) e Alexandre Silveira (Minas e Energia).

Em outro momento do evento, Lula disse que, dentre todos os 5.570 prefeitos brasileiros, não é possível encontrar “nenhum melhor que o companheiro Edinho, mais qualificado, mais preparado”.

Publicidade

A obra em Araraquara anunciada por Lula vai contemplar a macrodrenagem da Via Expressa e do canal do Ribeirão do Ouro, reurbanização da Orla Ferroviária e a construção de quatro novas pontes, para reduzir os riscos de alagamento. A ampliação da travessia sob a SP-310 e a construção de reservatórios de água também estão incluídas.

“Investimento não é gasto”

No evento, o presidente voltou a afirmar que os recursos distribuídos pelo governo federal em diversas obras pelo país são investimentos, e não gastos. “É preciso mudar o discurso, saber o que é gasto e o que é investimento. Por que quando o governo aumenta médico, dentista, é gasto? Não. Salário não é gasto, é investimento, porque se a pessoa estiver trabalhando feliz e motivada, ela produz o dobro, se dedica mais e vai cumprir toda a tarefa. Então, em nosso governo é proibido falar a palavra gasto em coisas que são investimento”, disse.

“R$ 143 milhões para Araraquara é gasto? Uma cidade de 200 mil habitantes, por que R$ 143 milhões? Porque Araraquara é uma cidade que teve desastre climático. É igual a outra cidade, que merece R$ 143 milhões ou mais até”, completou.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.