Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Musk disputa votos de acionistas de montadora para receber valor maior que o PIB do Paraguai

Juíza do estado americano de Delaware considerou ilegal o pagamento de US$ 56 bilhões (R$ 289 bilhões) ao CEO da Tesla

Economia|Do R7

Musk tenta convencer acionistas a votarem a favor do pacote (Marcel Grabowski/Flickr/UK Government - 01.11.2023)

Os acionistas da montadora de veículos elétricos Tesla devem decidir, até 13 de junho, se a empresa pagará US$ 56 bilhões (equivalente a R$ 189 bilhões) ao cofundador e CEO da companhia, Elon Musk. Se aprovado, será o maior pacote de remuneração já pago a um executivo nos Estados Unidos. O valor é superior ao PIB (Produto Interno Bruto) do Paraguai — US$ 43,8 bilhões, em 2023, segundo o Fundo Monetário Internacional.

A compensação financeira, todavia, foi objeto de uma ação judicial, movida por um acionista da Tesla, que acabou em derrota para Musk no começo deste ano. Uma juíza de Delaware, estado americano onde a empresa está constituída legalmente, decidiu que o plano era ilegal, “profundamente falho” e que o bilionário tem “extensos laços com as pessoas encarregadas de negociar em nome de Tesla”, acrescentando que os conselheiros teriam violado deveres fiduciários ao tomar tal decisão.

Para a juíza Kathaleen McCormick, em vez de negociar com Musk os valores, o conselho de remuneração “trabalhou ao lado dele, quase como um órgão consultivo”.

Como resposta, o conselho de administração da Tesla abriu uma votação de acionistas e, separadamente, propôs a mudança do estado de incorporação da companhia para o Texas.

Publicidade

O presidente do conselho da Tesla, Robyn Denholm, defendeu, em entrevista ao jornal Financial Times, que Musk receba o pacote salarial, uma vez que a empresa as metas de receita e preços de ações foram atingidas.

A Tesla tenta convencer seus acionistas a votarem a favor do pacote de compensação para Musk, aprovado em 2018 e não inclui salário ou bônus em dinheiro. O plano ofereceu ao CEO a oportunidade de obter 12 lotes de opções de ações da Tesla, que poderiam ser adquiridas conforme a capitalização de mercado da empresa aumentasse em incrementos de US$ 50 bilhões e se a empresa atingisse determinadas metas de receita.

Publicidade

Isso incentivava Musk a focar no crescimento e desempenho financeiro da Tesla para maximizar seu potencial de recompensa, segundo a emissora de TV americana CNBC.

A consultoria Glass Lewis, porém, emitiu um relatório em que aconselha os acionistas da Tesla a rejeitarem o pacote de remuneração. O relatório cita o “tamanho excessivo” do pacote de remuneração e a “lista de projetos extraordinariamente demorados” do bilionário, que adquiriu o Twitter, posteriormente rebatizado de X, em 2022.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.