Homem morre baleado durante tiroteio em UPP e moradores protestam no Leme, zona sul do Rio

Vítima foi socorrida no Hospital Rocha Maia, em Botafogo, mas já chegou sem vida

Do R7, com Rede Record

Jonas foi baleado durante o confronto e chegou morto ao hospital Reprodução/Rede Record

A morte de um morador do Chapéu Mangueira gerou um tumulto na rua Gustavo Sampaio, no Leme, zona sul do Rio, após protesto de moradores da comunidade. O jovem identificado apenas como Jonas morreu após ser baleado durante um tiroteio. Imagens mostram a confusão que tomou a via na zona sul do Rio (assista ao vídeo abaixo).

De acordo com o comando da UPP, por volta das 22h os agentes foram checar uma denúncia de traficantes armados na região conhecida como Igrejinha. Eles foram recebidos a tiros e revidaram. No confronto, o jovem identificado como Jonas foi baleado e socorrido para o Hospital Rocha Maia, em Botafogo, onde chegou já sem vida, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Ainda segundo a UPP, o jovem tinha quatro anotações criminais e era investigado por roubos a veículos no bairro.

Após o confronto, os agentes apreenderam uma pistola, cinco carregadores, 10 rádios transmissores, duas granadas e R$ 1.147,00 em espécie. O policiamento foi reforçado pelo batalhão de Copacabana (19º BPM).

A polícia informou que durante o socorro da vítima, houve confusão e populares atiraram pedras contra a viatura que fazia o transporte de Jonas. Quando a morte foi confirmada, houve protesto e um ônibus acabou sendo apedrejado.

Segundo moradores, Jonas não teria relação com o tráfico da comunidade. Durante o protesto, na rua Gustavo Sampaio, que dá acesso à favela, os manifestantes arremessaram pedras contra os policiais militares. Algumas lojas foram atingidas também. 

O caso está sendo investigado pela delegacia de Copacabana (12ª DP).

Veja o vídeo:

  • Espalhe por aí:

Vídeos

Carregando

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!