Brasil Brasil avança em ranking de desenvolvimento humano, mas segue atrás de Argentina, Chile e Venezuela

Brasil avança em ranking de desenvolvimento humano, mas segue atrás de Argentina, Chile e Venezuela

País é o 79º entre 187 nações, aponta relatório da ONU sobre IDH

  • Brasil | Do R7

Brasil subiu uma posição no ranking de desenvolvimento humano

Brasil subiu uma posição no ranking de desenvolvimento humano

Getty Images

O Brasil avançou uma posição no ranking de desenvolvimento humano, revela estudo da ONU (Organização das Nações Unidas).

Com IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) 0,744, o País ocupa a 79ª posição entre 187 nações — no último relatório, divulgado no ano passado, o Brasil ocupava a 80ª posição.

O novo Relatório de Desenvolvimento Humano, que traz o ranking, foi divulgado nesta quinta-feira (24), em Tóquio, no Japão. O IDH mede expectativa de vida, o nível de educação e a renda da população de diversas regiões.

O Brasil é considerado um país de "alto desenvolvimento humano" (o padrão é atribuído a todas as nações que possuem IDH acima de 0,735).

De acordo com a ONU, entre as nações que integram o grupo “alto” e “muito alto” desenvolvimento, apenas 18 subiram no ranking.

Apesar de ter um índice superior ao IDH da América Latina e Caribe (0,740), o País está atrás de Chile, Argentina, Uruguai e Venezuela.

Brasil avança em ranking de desenvolvimento humano

Brasil é o 85º em ranking de desigualdade entre homens e mulheres

De acordo com o relatório, a expectativa de vida do brasileiro aumentou de forma consistente desde a década 80, passando de 60 anos para 74 anos — uma marca semelhante à de países desenvolvidos.

Embora a escolaridade tenha aumentado no País nas últimas três décadas, o nível se mantém estável desde 2010: o brasileiro passa em média 7,2 anos na escola. Ainda conforme o relatório 3,1% da população ainda vive na extrema pobreza.

Mundo tem 2,2 bilhões de pobres, aponta relatório da ONU

IDH mostra que diferença entre nações ricas e pobres está diminuindo no mundo

Leia mais matérias de Brasil

De acordo com Jorge Chediek, coordenador do sistema ONU no Brasil, o País foi destaque no relatório por incentivar a criação de empregos e pelas políticas sociais.

Veja as notícias do R7 na palma da mão. Assine o R7 Torpedo

Últimas