Brasil Covid: Brasil tem menor taxa de transmissão desde novembro

Covid: Brasil tem menor taxa de transmissão desde novembro

Dados do Imperial College, de Londres, apontam que, apesar da melhora, país segue como um dos mais atingidos pela pandemia

Agência Estado
Números da pandemia no Brasil estão caindo há cerca de três semanas, um possível reflexo da campanha de vacinação

Números da pandemia no Brasil estão caindo há cerca de três semanas, um possível reflexo da campanha de vacinação

Juan Ignacio Roncoroni / EFE - 3.5.2021

A taxa de transmissão de covid-19 no Brasil caiu para 0,88 na semana passada e chegou ao seu menor índice desde novembro de 2020, quando o número era de 0,68, apontam dados do Imperial College, de Londres. Ainda com o cenário de melhora, o país segue sendo um dos mais atingidos pela pandemia do novo coronavírus.

O Imperial College aponta que, embora permaneçam altos, os números da pandemia no Brasil estão caindo há cerca de três semanas - o que pode ser considerado um reflexo do avanço da campanha de vacinação, que começa a acelerar o ritmo no país.

Na terça-feira (13), o Brasil ultrapassou a marca dos 40% vacinados com ao menos a primeira dose contra a covid-19. Já aqueles que têm imunização completa - ou seja, que receberam duas doses ou dose única - são 14,85% da população.

Média de mortes

Ao mesmo tempo, foram registradas 1.613 novas mortes pela covid-19 na terça-feira (13). A média semanal de vítimas, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 1.273. A última vez que o país teve o índice nesse nível foi em 1º de março, quando a média móvel de mortes chegou a 1.223.

Ao todo, o Brasil registra 535.924 mortos e 19.152.065 diagnósticos positivos da doença. É o segundo país com maior número de mortes, atrás apenas dos Estados Unidos, e o terceiro em número de infecções, atrás dos Estados Unidos e da Índia.

Últimas