Estudantes protestam contra Michel Temer em frente ao Congresso Nacional

Grupo se declara contra MP do Ensino Médio, PEC do Teto e alterações no pacote anticorrupção

Estudantes protestam contra Michel Temer em frente ao Congresso Nacional

Segundo estimativa da Polícia Legislativa, grupo é formado por cerca de 10 mil manifestantes

Segundo estimativa da Polícia Legislativa, grupo é formado por cerca de 10 mil manifestantes

Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Cerca de 10 mil manifestantes ocuparam na tarde desta terça-feira (29) gramado em frente ao Congresso Nacional, segundo estimativa da Polícia Legislativa. Os grupos são liderados por estudantes que passaram a tarde na Esplanada dos Ministérios e se deslocaram até a parte da frente da sede do Legislativo. Alguns invadiram o espelho d'água em frente ao prédio, que está cercado por agentes da Polícia Legislativa.

O protesto é contra a MP do Ensino Médio, a PEC que fixa um teto para os gastos públicos e alterações no pacote anticorrupção. As duas últimas matérias têm votação prevista para hoje, no Senado e na Câmara, respectivamente. Os manifestantes carregam faixas pedindo "Fora Temer".

No plenário, a professora Glaucia Morelli foi conduzida ao Departamento de Polícia Legislativa do Senado Federal após ter entrado no plenário da Casa e bradado palavras contra a PEC. Ela foi acompanhada dos senadores Paulo Paim (PT-RS), Regina Sousa (PT-PI) e Fátima Bezerra (PT-RN).

Glaucia estava acompanhada de duas pessoas, mas só ela gritou, logo após o início da ordem do dia. A segurança ainda não sabe como a manifestante conseguiu entrar no plenário, área mais restrita do Senado. Apenas senadores, funcionários e credenciados podem acessar o local onde ela se encontrava.

"Viemos aqui e vamos continuar vindo até que isso mude. O Brasil precisa ser dos brasileiros", disse Glaucia enquanto era levada ao Departamento de Polícia.

— Fui expulsa do plenário por dizer a verdade.