Brasil Estúdio News discute adoção e compra de pets durante pandemia

Estúdio News discute adoção e compra de pets durante pandemia

Nelo Marraccini, do Instituto Pet Brasil, e Lito Fernandez, do Centro de Adoção Natureza em Forma, debatem o assunto

  • Brasil | Do R7

Na foto, Nelo Marraccini, Gustavo Toledo e Lito Fernandez

Na foto, Nelo Marraccini, Gustavo Toledo e Lito Fernandez

Divulgação

Os números mostram que a procura por adoção ou aquisição de pets durante a pandemia aumentou. Algumas daz prováveis razões são o fato de as pessoas estarem em casa por um tempo muito maior ou se sentindo mais sozinhas ou mesmo para a distração das crianças, que também se viram dentro de casas sem poder sair para brincar, frequentar parques, shoppings ou algo do tipo. Esse é o tema do Estúdio News deste sábado (23).

O biólogo e presidente do Centro de Adoção Natureza em Forma, Lito Fernandez, diz que houve uma procura muito grande de adoção. Porém, muita gente não estava preparada para isso, já que cresceu a devolução, embora a ONG seja bastante criteriosa com o processo.

“Para adotar, a pessoa passa por uma entrevista. A gente preenche toda uma documentação, pedimos vídeo do local em que o animal vai viver para saber se é compatível com o bicho que está adquirindo, mas, mesmo com tudo isso, a gente teve um número maior de devoluções”, explica o biólogo.

O abandono de animais também cresceu, segundo Lito. A ONG, que recebe em média 80 ligações por dia de pessoas que não querem mais seu animal ou que acharam algum, orienta o que fazer ao encontrar um animal abandonado. Há necessidades de castração, vacinação e incluir o animal numa campanha de adoção.

O presidente-executivo do Instituto Pet Brasil, Nelo Marraccini, enfatiza a importância da posse responsável. “As ONGS passaram a cumprir um papel muito importante orientando as pessoas até na adoção, dependendo do espaço em que ela mora, o tipo de animal que ela adota. Às vezes, ela adora um animal que é extremamente intenso e ela tem um apartamento muito pequeno para aquele animal”, explica.

O executivo conta que a população de gatos cresceu bastante, pois são animais que convivem melhor em apartamentos, espaços menores e com mais facilidade quando comparado aos cães.

A aquisição e cuidados com os pets não pararam e, com isso, as pessoas começaram a levar os animais mais aos veterinários e aos pet shops. Nelo conta que o segmento aumentou em dois dígitos durante a pandemia e vem crescendo em detrimento do aumento de tutores.

O Estúdio News vai ao ar aos sábados, às 22h15. A Record News é sintonizada pelos canais de TV fechada 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 19 Sky e 134 GVT, além do canal 42.1 em São Paulo e demais canais da TV aberta em todo o Brasil.

Últimas