Brasil Ex-indicado à PF, Ramagem ganha medalha das Forças Armadas

Ex-indicado à PF, Ramagem ganha medalha das Forças Armadas

Em abril, diretor-geral da Abin foi o escolhido por Bolsonaro para chefiar a Polícia Federal, mas o STF barrou a nomeação dias depois do anúncio

  • Brasil | Do R7

Ramagem voltou para a Abin após nomeação à PF

Ramagem voltou para a Abin após nomeação à PF

Divulgação/PF

O Diário Oficial da União desta terça-feira (6) traz uma série de personalidades civis e militares que foram homenageadas pelas Forças Armadas com a entrega da medalha Mérito Estado-Maior. Entre os contemplados está o atual diretor da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Alexandre Ramagem, que se tornou famoso ao ser indicado pelo presidente Jair Bolsonaro à chefia da PF (Polícia Federal), mas teve o nome recusado pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Em abril deste ano, o ministro do STF Alexandre de Moraes suspendeu a nomeação atendendo a um pedido do PDT, que via risco de a entrada de Ramagem na diretoria-geral da PF facilitar uma suposta tentativa de interferência de Bolsonaro na corporação. A denúncia havia sido feita dias antes pelo ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, assim que deixou o cargo.

Diante da repercussão das declarações de Moro e da reação do Supremo, Bolsonaro acabou desistindo da nomeação. Ramagem retornou, então, ao cargo de diretor-geral da Abin.

A medalha Mérito Estado-Maior foi instituída pelo Decreto nº 8.554, de 6 de novembro de 2015. E é entregue a militares e civis, brasileiros ou estrangeiros, organizações militares e instituições civis nacionais que tenham prestado serviços relevantes às Forças Armadas.

Últimas