Ministro do Supremo diz esperar que não seja verdade decreto para que o Exército ocupe Brasília

Marco Aurélio Mello se manifestou a respeito da decisão de Temer durante a sessão plenária

Ministro do Supremo diz esperar que não seja verdade decreto para que Exército ocupe Brasília

Marco Aurélio Mello pediu vista na sessão do Supremo

Marco Aurélio Mello pediu vista na sessão do Supremo

Nelson Jr./SCO/STF

O ministro Marco Aurélio Mello demonstrou preocupação, durante a sessão plenária no STF (Supremo Tribunal Federal), com a autorização assinada pelo presidente Michel Temer para empregar as Forças Armadas em Brasília para a garantia da lei e da ordem.

— Presidente, voto um pouco preocupado com o contexto e eu espero que a notícia não seja verdadeira. O chefe do poder Executivo teria editado um decreto autorizando o uso das Forças Armadas do DF no período de 24 a 31 de maio.

Após o comentário, o ministro pediu vista, isto é, mais tempo para analisar a ação que discutia uma questão tributária, relativa à cobrança da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social).

Marco Aurélio foi o único ministro, até agora, a se manifestar sobre o caos que se instalou em Brasília nesta quarta-feira. Após a declaração do ministro, a sessão no Supremo continuou transcorrendo normalmente.