Eleições 2022

Brasília Eleitorado do Sudeste foi o que mais cresceu no Brasil neste ano

Eleitorado do Sudeste foi o que mais cresceu no Brasil neste ano

Entre janeiro e março de 2022, a região Sudeste teve um acréscimo de 427.146 eleitores. O Nordeste teve mais 322.822

  • Brasília | Alan Rios, do R7, em Brasília

Urna eletrônica

Urna eletrônica

Roberto Jayme/Ascom/TSE - 19.07.2016

O número de novos eleitores na região Sudeste foi o que mais cresceu em termos absolutos neste ano. Segundo os dados mais recentes do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais registraram um acréscimo de 427.146 eleitores entre janeiro e março de 2022.

O Nordeste foi a segunda região com o maior aumento de eleitores nos três primeiros meses deste ano. Ao todo, 322.822 pessoas ficaram aptas a votar nas eleições de outubro nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Sul, Norte e Centro-Oeste, respectivamente, completam as estatísticas dos maiores aumentos de eleitores no primeiro trimestre de 2022. Nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul foram registrados mais 163.660 eleitores. Nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins houve mais 133.985. Enquanto nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal houve aumento de 102.770 aptos a votar.

Outros dados do TSE mostram que o número de jovens de 15 a 17 anos que podem votar em outubro no Brasil ultrapassou a marca de 1 milhão. Somente no mês de março, 445 mil jovens de até 18 anos tiraram o título de eleitor e podem participar do pleito. Ao todo, esse público jovem representa um contingente de 1.093.529 eleitores.

O R7 também preparou um passo a passo explicativo para quem ainda não tirou o título ou não regularizou a situação eleitoral. O procedimento pode ser feito de forma inteiramente virtual, mas é preciso ficar atento ao prazo, que se encerra em 4 de maio.

Últimas